Neymar vai ser papai aos 19

Robson Morelli

13 de maio de 2011 | 00h46

Aos 19 anos, Neymar vai ser papai. E num gesto de amadurecimento, não sei se por conta própria ou se orientado por seus pais, o atacante do Santos assumiu a paternidade da criança que ainda vai nascer, tranquilizou a mãe e a família da mãe. Um gesto bacana. Já vi mutos outros jogadores mais velhos pulando fora de tamanha responsabilidade. Não deve casar com a moça, mas em seu comunicado afirmou que dará todos os recursos financeiros para seu crescimento. Em suas palavras também percebi muito afeto. Tomara que seja assim mesmo e que a criança rec0nheça o pai não por quem ele é, mas pelo amor que ele possa dar a ela. Ninguém pode julgar o ato do jogador, mesmo ele sendo uma pessoa pública. Em campo, desconfio que ele passará por um período mais duro com as novas descobertas, mas tenho certeza também de que saberá driblar a fase, se ela de fato existir, e voltar rapidamente a fazer o que gosta: jogar. Domingo, o torcedor santista aposta muito em seu talento para bater o Corinthians e ser campeão paulista. O resto pertence a ele e à mãe do seu filho.

Veja o comentário oficial do jogador

Através desta nota venho confirmar a informação de que me tornarei pai ainda este ano. As duas famílias – a minha e a da futura mãe – já conversaram e estão prontas a nos ajudar a trazer o bebê ao mundo, dando a ele toda a assistência necessária e a melhor estrutura possível.

Em comum acordo, decidimos preservar o nome da mãe. Esta medida visa dar tranquilidade a ela durante os próximos meses, evitando sua exposição de forma desnecessária e garantindo, principalmente, a privacidade da criança, que nascerá daqui a alguns meses.

Peço a todos que respeitem esta decisão. A tranquilidade desejada é fundamental para o sucesso da gestação.
Concluo pedindo a Deus que abençoe a vida da nossa criança! Ela será muito bem vinda e já tem todo o nosso carinho e amor.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.