O Palmeiras foi prejudicado pela arbitragem, de novo

Robson Morelli

29 de julho de 2012 | 21h34

Certamente vão falar que sou palmeirense. Que falem! Ocorre que o Palmeiras foi novamente prejudicado pela arbitragem no Brasileirão. Já havia acontecido no meio da semana, naquele pênalti duvidoso contra o Bahia. O time de Salvador acabou fazendo mais um e ganhou a partida por 2 a 0. Diante do Cruzeiro, neste domingo, nova série de lambança do árbitro escolhido.

O primeiro gol do Cruzeiro também foi de pênalti, mais duvidoso que do jogo contra o Bahia. Duvidoso não. A verdade é que não foi nada, e mesmo se ele quisesse dar alguma coisa, poderia ter visto melhor e dado a falta, que foi fora da área. Borges foi lá e fez 1 a 0. O segundo gol da equipe mineira também ocorreu em situação irregular, com impedimento de Wallyson. Borges aproveitou o erro do juiz e fez o segundo.

Felipão, que já havia falado o diabo após a partida contra o Bahia, preferiu não repetir a dose após o jogo com o Cruzeiro. Irritado que estava, era capaz de detonar a arbitragem da CBF e ser punido. O fato é que a arbitragem desse Brasileirão já é notada mais do que deveria ser, e as lambanças são seguidas, rodada após rodada. Sempre tem um juiz fraco ‘decidindo’ o resultado de um jogo. Neste domingo foram os palmeirenses a lamentar. Na próxima jornada poderá ser são-paulinos, corintianos, santistas, vascaínos, atleticanos, gremistas…

Só espero que um desses árbitros lambãos, que nem vale a pena escrever o nome aqui, não decida o título da competição para esse ou aquele time. Depois nãodigam que não avisei.

Tudo o que sabemos sobre:

palmeiras; brasileirão

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.