O que se passa com Neymar?

O que se passa com Neymar?

Robson Morelli

17 de fevereiro de 2013 | 20h08

Neymar teve mais um capítulo ruim desde que começou a temporada. A fase mudou após o amistoso da seleção brasileira contra a Inglaterra, derrota por 2 a 1, quando o atacante teve atuação apagada diante dos ingleses em Wembley. Desde então, Neymar ganha mais destaque na crônica esportiva por atuações fora de campo (como sua presença no carnaval do Rio) e por descolorir ou colorir os cabelos. Em Campinas, neste domingo, quando se esperava uma reação, Neymar foi expulso.

Com ele, o Santos apanhou feio do Paulista também. Embora tenha feito o gol de honra naquela partida do Pacaembu (derrota de 3 a 1), Neymar não jogou bem. Contra a Ponte Preta, antes de ser expulso no primeiro tempo, vinha atuando sem muito charme. Fez um gol, mas estava impedido. Aí se enroscou com os marcadores, tomou um tapinha-empurrão no rosto e ganhou o vermelho juntamente com o ‘agressor’. Reclamou e achou que o cartão foi injusto.

Claro que houve provocação dos jogadores de Campinas. Ocorre que Neymar convive com esse tipo de expediente desde que se tornou o melhor jogador do Brasil. Esperava-se, então, melhor controle emocional. Craque que é craque não se mete em confusão.

Na semana que precedeu essa partida contra a Ponte Preta, membros da comissão técnica do Santos também descobriram que o atacante estava sem condicionamento físico. Estranho porque antes da partida do Brasil e antes do carnaval e dos namoros revelados, o garoto voava no Paulistão. Aí se falou que ele perdeu parte do trabalho na pré-temporada por causa de viagens para receber prêmios. Pode ser. Mas ainda acho pouco.

Neymar parece desconcentrado no trabalho, jogando sem muita vontade, com a cabeça longe. Tomara, para o bem do futebol do Santos e da seleção, que ele volte logo a ser o Neymar que conhecemos.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.