O setor de inteligência do Palmeiras fala castelhano, com Eguren, Mendieta e Valdivia

Robson Morelli

18 de setembro de 2013 | 00h06

Em sua campanha de volta para a Série A do Campeonato Brasileiro depois de perder tempo na Segundona, o Palmeiras vai somando pontos na tabela sem muito entusiasmo, pelo menos no começo das partidas. Parece que ninguém no clube duvida de sua chegada e isso faz do Palmeiras um time indolente. Tem sido assim até os jogadores serem motivados dentro dos próprios 90 minutos. Na vitória de 4 a 2 sobre o Avaí, nesta terça, foi assim. O Palmeiras só reagiu depois de tomar os gols. Até os 2 a 2, sempre esteve atrás do marcador, correndo em busca do empate. Tem sido assim também em outro jogos da Segundona, inclusive no Pacaembu.

O fato é que durante as disputas, como disse Valdivia, o Palmeiras acha seu jogo, encontra sua forma de atuar e de ganhar as partidas. Mas o torcedor ainda sofre com erros individuais. A boa notícia é que o Palmeiras já foi pior, menos entrosado e sem muitas opções. Esse Palmeiras que deve subir em breve (apostei que seria na 30ª rodada) é bem melhor do que o Palmeiras do início do ano. Incomparável. E por um único motivo: há jogadores de boa técnica. O Palmeiras é dos gringos no meio de campo: Eguren, Mendieta e Valdivia dão um toque sutil ao setor. Há mais leveza no trato com a bola. Aquele bando de brucutus não tem mais espaço.  Felizmente.

Embora ache que Wesley não seja o jogador que ele pensa que é, prefiro vê-lo em campo a um volante que só pensa em desarmes e não consegue dar um passe ofensivo. Kleina só precisa dar algumas funções a mais ao jogador. Wesley sabe o que fazer com a bola e agora não está isolado no deserto que já foi um dia o meio de campo do Palmeiras. Com 15 pontos para o 5º colocado, que é o Sport, o Palmeiras não vê a hora de cumprir sua missão e ganhar o reconhecimento da torcida. Tem 52 pontos na ponta da tabela. Digamos que o acesso não será uma festa de arromba para os palmeirenses, mas seria uma derrota vergonhosa não consegui-lo. Isso não vai acontecer. Que suba logo então e já comece a pensar no Centenário.

UM DIA VOU FALAR ISSO PARA ELE
Essa é para o próprio Valdivia, meia do Palmeiras
“Por que você demorou para se envolver com o Palmeiras? Todo torcedor sempre soube que sua qualidade poderia ajudar muito o time, talvez até impedir que o Palmeiras caísse. Pena que você acordou tarde, mas que continue acordado, sobretudo em 2014”

Tudo o que sabemos sobre:

Palmeiras; Valdivia; Eguren; Mendieta

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: