Palmeiras e São Paulo ainda estão devendo neste Brasileiro

Robson Morelli

19 de agosto de 2011 | 20h25

O clássico deste domingo entre São Paulo e Palmeiras, às 16h, no Morumbi, vai ser um bom termômetro para medir como as duas equipes entrarão no returno do Campeonato Brasileiro. Embora elas estejam bem colocados na tabela (o São Paulo tem 33 pontos e o Palmeiras, 28), sem se afastar do líder Corinthians, ainda carecem de boas apresentações, daquelas de fazer o torcedor acreditar que o título é possível.

O São Paulo, por exemplo, não merece ter 33 pontos. O time vem jogando mal e derrapando diante de rivais de menor expressão. Faz um jogo bom e  outro ruim. É verdade que teve problemas com sua defesa, com jogadores machucados e tudo mais, mas um time como o São Paulo precisa ter reposição à altura.

Da mesma forma está o Palmeiras. Não fosse Felipão, o time seria um saco de pancadas. Faz uma boa apresentação e três ruins. É de deixar o torcedor desanimado. O ataque anda mais descalibrado que nunca. E aqui vale um bom puxão de orelha em Kleber, que vive seu inferno astral e ninguém comenta nada. Seu último gol foi contra o Avaí, dia 19 de junho. Dois meses, portanto.

Desde que ele se meteu a negociar com o Flamengo, ou a ouvir o que os dirigentes da Gávea tinham a lhe dizer, seu rendimento só fez cair. No empate com o Bahia por 1 a 1 no meio da semana, Kleber acertou uma bola na trave. É pouco para quem queria engrossar o salário se achando injustiçado no clube.

No Morumbi, neste domingo, as duas equipes têm a chance de mostrar esse algo a mais que o torcedor tanto quer ver desde o começo do Brasileiro. A chance é ótima também para apontar o caminho no returno.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.