Palmeiras e São Paulo se enfrentam em Araraquara para colocar primeiros pingos nos is

Primeiro jogo grande do Paulistão ajudará muito o time vencedor, se tiver um, e apontará caminhos na temporada

Robson Morelli

24 de janeiro de 2020 | 11h38

O primeiro clássico entre rivais paulista ocorre neste domingo, às 16h, em Araraquara. O mando é do Palmeiras. Por isso que não terá torcedores são-paulinos presentes, fora os enrustidos. O Allianz Parque troca de grama e com o Pacaembu não houve acerto. Haverá caravanas de palmeirenses na estrada. O jogo é bom, mesmo na segunda rodada do Paulistão. E não me venham com as desculpas de pouco tempo de trabalho, falta de entrosamento ou coisa do tipo. Temos de aprender no futebol brasileiro que a competição começa quando ela começa.

Ou seja, que os clubes têm de fazer seus planejamentos de modo a atender as partidas oficiais do calendário, respeitando, claro, todos os direitos dos jogadores e profissionais envolvidos, como férias. As mudanças nos respectivos times acontecem de forma lenta, mas já é possível ver coisas novas em Palmeiras e São Paulo. Daí minha opinião de que é importante vencer, seja para o Palmeiras ou para o São Paulo. Se tiver um perdedor, esse time sofrerá mais ao longo da temporada ou da própria competição estadual. O clássico colocará sim alguns pingos no is do futebol paulista, não definitivos, mas importantes.

Veja, por exemplo, o que pode significar uma vitória do São Paulo. Fernando Diniz ganhará confiança e esse sentimento chegará aos jogadores. Todos eles, inclusive aqueles que ainda precisam se provar, como Alexandre Pato e Hernanes, embora tenha visto no meia um pouco mais de futebol do que em 2019. Pato vai ficar mais perto da área, de modo a poder fazer gols, um sustento para qualquer atacante. Daniel Alves mostra-se mais solto em campo, sem medo de errar ou de ter de fechar espaços pela direita, sua posição de origem. Pablo renasceu após séria de contusões e jogos ruins. Ganhar do Palmeiras e obter a segunda vitória seguida no Estadual dará alento ao São Paulo como talvez ele não tenha há anos.

Da mesma forma o resultado positivo mostrará ao Palmeiras um caminho mais acertado em relação à temporada passada. Lucas Lima tem a confiança de Luxemburgo. Felipe Melo seguirá sendo testado na defesa. E tudo vai se ajeitando.

Palmeiras e São Paulo são cobrados para ganhar campeonatos e jogos importantes. Bater um rival em clássico dá motivação e confiança. A torcida fica mais empolgada, passa a acreditar, reduz as cobranças, ganha paciência e tudo isso se reflete na sequência do calendário. No Estadual, os clássicos dão o tom aos grandes. Não há muita dúvida em ralação à classificação de Palmeiras, São Paulo, Corinthians e Santos, o que pode não acontecer, claro, mas é muito difícil. Por isso que esses jogos grandes, de peso, apontam caminhos.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: