Palmeiras está mais maduro para voltar à Série A

Robson Morelli

25 de outubro de 2013 | 20h36

Na iminência de retornar para a primeira divisão do futebol nacional, o Palmeiras que entra em campo contra o São Caetano neste sábado é um time mais maduro, melhor tecnicamente e com lição aprendida nesta temporada. O clube perdeu um ano de sua vida na Série B, sentiu o sabor amargo de conviver com os nanicos do futebol brasileiro e de perambular por esse País em estádio de quarta divisão. Pagou os seus pecados.

Agora, tem a primeira chance de festejar o acesso. Basta um empate.

A torcida acompanhou o time do começo ao fim. Cobrou quando achou que precisava, mas na maior parte desta caminhada preferiu apoiar os jogadores e sua comissão técnica. Fez a sua parte, resignada por estar no grupo inferior do futebol brasileiro, onde nenhum grande deveria estar.

A diretoria que conduziu o clube de volta ao seu lugar não é a mesma que viu o fracasso da equipe no ano anterior. Mesmo assim, precisa tirar proveito do que aconteceu em 2012. O Palmeiras não pode mais cair nos p´roximos 20 anos, tomara nunca mais. Para isso, tem de aprender a administrar sua vida, pagar as contas, fazer receitas, tirar proveito do novo estádio quando ele estiver de pé, tocar o futebol com mais carinho. Nada no clube vale mais do que o futebol.

Tme também de tomar decisões que talvez possam parecer antipáticas após a volta à primeira divisão. Refiro-me aos que ficarão para 2014 e aos que deverão sair. É a vida. Todos, de modo geral, serão reconhecidos e aplaudidos após a confirmação do acesso. Missão cumprida para quem trabalhou neste ano.  Após a festa, mãos à obra. A hora agora é de pensar no Centenário e numa estrutura para a Série A. Esse Palmeiras, com todos os seus méritos na Segundona, não serve para a primeira divisão, onde a bola rola mais redonda e com mais qualidade.

Esse é o novo desafio do clube.

Tudo o que sabemos sobre:

palmeiras; série b

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: