Palmeiras faz 20 gols na primeira fase da Libertadores, melhor índice das últimas quatro edições

Time de Abel Ferreira se classifica em primeiro lugar da sua chave e pode ter pedreira nas oitavas de final, como São Paulo, River Plate ou Boca Juniors

Robson Morelli

28 de maio de 2021 | 10h25

O Palmeiras aproveitou a fragilidade de alguns rivais na primeira fase da Libertadores 2021 e desembestou a fazer gols, como na vitória de 6 a 0 sobre o Universitario, do Peru, nesta quinta-feira. Rony é o artilheiro do time, com seis gols, ao lado de Borja, Hulk e Gabigol. Com, 15 pontos em seis jogos, nem é a melhor campanha do time na Libertadores nas últimas edições, mas é a mais ofensiva, com 20 gols e sete sofridos, o que também torna o setor defensivo um dos mais sólidos da competição sul-americana. O Palmeiras defende o título conquistado no ano passado, após superar o Santos no Maracanã.

Foto: Agência Palmeiras

Da fase recente da equipe na Libertadores, apenas em 2016 o Palmeiras não conseguiu se classificar. Com 8 pontos, viu seus rivais Rosário Central, da Argentina, e Nacional, do Uruguai, lhe passarem a perna e ficar com as duas vagas do grupo. Nas edições seguintes, o Palmeiras sempre se classificou como primeiro do grupo. Em 2017, fez 13 pontos, com quatro vitórias, um empate e uma derrota. Marcou 13 gols e sofreu 9. Mesmo assim, deu sequência ao torneio.

Com boas campanhas, o time paulista sempre conseguiu se classificar para a competição das Américas. Em 2018, lá estava o Palmeiras novamente preparado para disputar a competição mais interessante do futebol sul-americano. Com 16 pontos naquela edição, o time se credenciava bem após seis rodadas. Havia marcado 14 gols e sofrido apenas 3. Venceu cinco partidas e empatou uma. Campanha muito parecida com a edição de 2019, quando somou 15 pontos, liderou sua chave também com 5 resultados positivos. Naquela ocasião, o time marcou 13 gols e sofreu apenas 1.

Mas foi no ano passado, em competição atrapalhada pela pandemia, que o Palmeiras ganhou mais confiança e conseguiu chegar à sua segunda conquista na Libertadores, a primeira havia sido em 1999. Fechou a primeira etapa com 16 pontos: 17 gols e 2 tomados. E caminhou para a final derrubando seus rivais em jogos de ida e volta, já sob  o comando de Abel Ferreira.  Na edição atual, o Palmeiras faz a segunda melhor campanha dentre todos os participantes, marca mais gols do que todos e se credencia bem para as oitavas de final, cujos sorteios dos jogos serão conhecidos na próxima semana. O Atlético-MG somou um ponto a mais. Ocorre que há rivais duros do outro no outro pote, o 2, dos times que se classificaram em segundo lugar da chave, que podem tornar a vida do Palmeiras mais complicada já nesta etapa. São Paulo, River Plate e Boca Juniors podem ser adversários do Palmeiras já na fase seguinte.

Tudo o que sabemos sobre:

palmeirasfutebolCopa Libertadores

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.