Palmeiras, Grêmio ou Flamengo?

Robson Morelli

22 de dezembro de 2010 | 17h42

Ronaldinho Gaúcho está perto de voltar a jogar no Brasil. Dirigente do Milan está em São Paulo, como o JT vem divulgando nos últimos dias, para acertar a transferência do jogador. Palmeiras, Grêmio e Flamengo estão no páreo. Se Ronaldo fez a diferença no futebol brasileiro no Corinthians, com todas as suas dificuldades de fim de carreira, Ronaldinho vai fazer muito mais. Afinal, que pai não vai querer levar seu filho para ver o jogador? Mesmo se for para dizer maravilhas do meia… dos tempos em que ele jogava no Barcelona. Que seja! 

Sou apaixonado pelo bom futebol e já vi Ronaldinho fazer o diabo em campo. Aliás, estava lá naquela Copa América de 1999, no Paraguai, quando ele saiu do banco para fazer seu primeiro gol pela Seleção contra a Venezuela nos 7 a 1. Deu um chapéu no rival e fuzilou. Foi sua primeira partida pelo time nacional. Luxemburgo era o treinador e ria à toa com o momento do seu guri. De lá para cá, Ronaldinho ganhou fama e fortuna, foi eleito duas vezes o melhor do mundo pela Fifa. Volta, é verdade, em outra condição. Mais lento, menos mágico, mas ainda Ronaldinho. A decisão de seu futuro sai em breve.

No Palmeiras, ele teria Felipão para coordená-lo. Foi seu técnico na Copa de 2002. Sabe como lidar com o craque.

No Grêmio, há o apelo de ele ter surgido no Olímpico e nada mais natural que voltar para casa.

No Flamengo, voltar a trabalhar com Luxemburgo tem seu peso. A cidade é linda e tem praia. Seu flho mora lá com a mãe.

O craque vai decidir

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.