Palmeiras recupera pegada do ano passado e volta a dar esperança ao torcedor

Time sobe na tabela do Brasileirão e aguarda retorno da Libertadores, suas duas únicas competições da temporada

Robson Morelli

01 de julho de 2021 | 09h42

Depois de jogos ruins, atletas em má fase, alguns machucados e com o treinador Abel Ferreira cobrando em público mais empenho da diretoria no sentido de trazer reforços, o Palmeiras volta a jogar bem e a somar pontos importantes no Brasileirão. A vitória de 2 a 1 sobre o Inter em Porto Alegre deu ao time paulista seu 16ª ponto, em terceiro lugar na tabela. Mais do que isso após oito rodadas, o Palmeiras joga bem, tem um meio de campo fortalecido pela dupla Scarpa e Veiga e mais opções de ataque com Dayverson, que marcou um dos gols no Beira-Rio.

Foto: Agência Palmeiras

Os volantes também têm jogado bem, como Danilo e Patrick de Paula. Felipe Melo ainda é útil ao time, mas já não tem mais como correr atrás dos moleques durante 90 minutos. A defesa ainda comete falhas e pode melhorar. Os laterais são os mais fracos do elenco, ficam entre apoiar e defender e não fazem bem nem uma coisa nem outra. Não são ruins, longe disso, mas também não são brilhantes. Em comparação com os rivais do Brasileirão, o Palmeiras ganha fôlego. Está melhor, por exemplo, do que o Atlético-MG e o Flamengo, dois gigantes cantados para ganhar a competição, mas que ainda não responderam à altura. O time do Rio tem jogos a menos, três, e pode avançar na classificação.

Abel Ferreira está mais focado em ordenar a equipe. Tem vibrado muito com as vitórias porque elas têm acontecido no fim dos jogos. Foi assim diante do Bahia e Internacional. Isso mostra que o time não desiste, dentro de casa e também fora.

A diretoria se comprometeu a dar reforços ao técnico. Dudu já foi dado. Ele espera o tempo passar para se juntar ao elenco. As datas de inscrições não o deixam jogar agora. O Palmeiras tenta encurtar o prazo, mas não depende dele apenas. As regras são da Fifa. Com o atacante, o Palmeiras ficará mais forte. Roni precisa recuperar a boa fase. Volta a jogar afobado para marcar gol. Luiz Adriano resolveu os problemas pessoais, ao que parece, e voltou a focar na sua profissão. Estava muito mal. O clube não sabe o que fazer com Lucas Lima, que foi para a noite no momento de isolamento da covid-19. Punido, foi reintegrado. Ele sabe, no entanto, que não há mais espaço para seu futebol no time. Não seria surpresa se arrumasse um outro clube em breve.

Tudo o que sabemos sobre:

futebolpalmeirasAbel Ferreirabrasileirao

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.