Palmeiras tem condições de passar pelo River Plate na Libertadores, mas não é favorito

Abel Ferreira precisa estudar bem o rival argentino, seus pontos fortes e fracos e sua competência para decidir duelos

Robson Morelli

18 de dezembro de 2020 | 09h52

O Palmeiras não é mais favorito na Libertadores, como vinha sendo desde a etapa de grupos, passando pelas oitavas contra o Delfín e depois nas quartas de final diante do Libertad. Contra o River Plate, a história será outra, gostem ou não os palmeirenses. O time argentino é favorito. O passado, de 1999, quando o Palmeiras passou pelo adversário na única vez em que ganhou a competição sul-americana, serve de alento. Mas o mundo é outro.

O River Plate atual sabe disputar a Libertadores. Ganhou a competição em 2018, diante do Boca, seu maior inimigo, depois foi para a final em 2019, quando perdeu para o Flamengo graças aos gols de Gabigol nos últimos minutos, quando vencia por 1 a 0, e agora tenta mais uma decisão. É praticamente o mesmo time que vai encarar o Palmeiras.

Desde já, Abel Ferreira deve se debruçar sobre a equipe argentina. Lição de casa e para a Academia. É preciso entender esse River dos pés à cabeça, dos 11 aos reservas, o que cada um pode contribuir com o técnico Marcelo Gallardo, que tem o elenco nas mãos. Analisar todas as possibilidades, fazer as leituras de modo a não ser surpreendido e encontrar soluções. Claro, sem perder a necessidade de atacar e fazer gols.

O Palmeiras tem condições de bater o River. Terá de jogar muito e se precaver. Os jogadores terão de estar inteiros, recuperados, com fôlego para 180 minutos. A cabeça precisa estar focada, boa, tranquila. Não é um jogo qualquer. Nunca foi, mas desta vez me parece maior do que todos. Os dois times estarão na antessala da final da Libertadores. O River está mais acostumado a isso. O Palmeiras quer pegar gostinho. Não pode faltar motivação. Se tiver de esquecer o Brasileirão, o Palmeiras vai esquecer. Depois recupera, se der. A Libertadores é o foco e tem de ser. Vai ser um jogo imperdível.

Tudo o que sabemos sobre:

futebolpalmeirasLibertadoresRiver Plate

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.