Palmeiras terá de bater na FPF para mudar data de jogos no Paulista caso avance

Conmebol alterou datas da Libertadores e deu de ombros para a agenda do Estadual

Robson Morelli

18 de fevereiro de 2019 | 19h13

Com as alterações de datas dos jogos da Libertadores, feitas pela Conmebol, o Palmeiras poderá ser um dos prejudicados caso avance no Estadual. O time terá de jogar contra o Racing no dia 2 de abril e não mais no dia 26 de março. Isso vai atrapalhar a equipe paulista na sequência do Estadual caso chegue à fase semifinal, com partidas marcadas para os dias 3 e 4 de abril. Ou seja, um e dois dias depois da partida na Libertadores.

O problema é que a FPF terá de remarcar as datas dos jogos do Palmeiras. O time não vai jogar duas vezes, por torneios diferentes, neste curto espaço de tempo. Ocorre que o Palmeiras, sua diretoria, está rompida com a FPF deste o Paulistão passado, quando o presidente Galiotte chamou a disputa de “Paulistinha”. Não há relacionamento entre as partes. Quem então vai à sede da Federação pedir as mudanças de datas? Esse é um problema que já toma conta do vestiário do Palmeiras. A Libertadores é a principal competição do time neste ano, mas se o Palmeiras chegar à semifinal do Estadual, não há dúvidas de que vai querer brigar pelo título.

Confira as mudanças da Libertadores

San Lorenzo-ARG x Palmeiras – 26 de março para 2 de abril, às 19h15

Athletico-PR x Boca Juniors-ARG – 26 de março para 2 de abril, às 21h30

Internacional x River Plate-ARG – 27 de março para 3 de abril, às 19h15

Emelec-EQU x Cruzeiro – 27 de março para 3 de abril, às 21h30

Flamengo x Peñarol-URU – 27 de março para 3 de abril, às 21h30

Atlético-MG ou Defensor-URU x Zamora-VEN – 27 de março para 3 de abril, às 19h15

Universidad Católica-CHI x Grêmio – 28 de março para 4 de abril, às 19 horas

 

Tudo o que sabemos sobre:

futebolpalmeirasLibertadoresPaulistão

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.