Paulo Nobre pensa em não deixar Galiotte concorrer sozinho à reeleição no Palmeiras

Ex-presidente amadurece a ideia de voltar ao comando do clube após dois anos fora

Robson Morelli

22 de março de 2018 | 12h47

O ex-presidente do Palmeiras, Paulo Nobre, estuda a possibilidade de deixar de ser ex no clube. Isso quer dizer que Paulo Nobre pode concorrer às eleições do fim do ano, quando acaba o mandato de Maurício Galiotte, seu sucessor. Se isso acontecer, o ex-presidente terá de enfrentar alas poderosas financeiramente dentro do clube, capitaneadas pela conselheira e dona da patrocinadora palmeirense, Leila Pereira, que já admitiu seu desejo de ser um dia presidente do Palmeiras.

Paulo Nobre tenta a reeleição no Palmeiras

Galiotte e Paulo Nobre trabalharam juntos na campanha do atual presidente. Eram grudados. Nobre gostaria de ficar com um cargo no futebol após sua saída, mas isso não aconteceu. Ambos se desentenderam e a relação ficou estremecida. Galiotte já manifestou o interesse em continuar no comando por mais um período antes de sair de cena. Sem Paulo Nobre na disputa e abençoado pela conselheira, seria barbada uma releição. Com o ex-presidente no seu caminho, a situação pode mudar.

Tudo o que sabemos sobre:

futebolpalmeiraspaulo nobre

Tendências: