Pelé só quis ajudar Neymar. Não tenho dúvidas disso

Robson Morelli

21 de fevereiro de 2013 | 15h44

Ainda sobre as críticas de Pelé a Neymar, em entrevista exclusiva com o Rei publicada pelo Estadão nesta quarta-feira, vale explicar que Pelé morre de amores pelo atacante santista e disse com todas as letras que não gostaria que ele deixasse o Santos para se transferir para a Europa. Até chegou a comentar que ‘um tal de Pelé’ nunca deixou o Brasil, a não ser depois de sua despedida, para fazer fama internacional.

Portanto, as críticas sobre o craque da Vila Belmiro tiveram, na minha opinião, que estava lá, um caráter mais de cobrança do que qualquer outra coisa. Pelé não acabou com a carreira de Neymar, mas testemunhou o que vê em campo quando o jogador defende o Santos e a seleção. Ou algum fã de Neymar achou que ele foi bem no Brasil 1 x 2 Inglaterra? Ou ainda nas partidas do Santos contra o Paulista e a Ponte Preta?

Pelé fez críticas construtivas, de quem quer ver Neymar brilhar na carreira e ser um dia o melhor do mundo. Para quem não entendeu dessa forma, paciência. Tenho certeza de que as pessoas envolvidas com o trabalho de Neymar, refiro-me a Muricy Ramanho e aos membros da comissão técnica do Santos, saberão usar as palavras de Pelé para ajudar o garoto.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.