Representantes de Gabriel Jesus o querem num time da Europa para ser titular e não reserva

O menino, como muitos, morre de amor pelo Barcelona, mas seu destino pode ser o Manchester United, onde também jogou Cristiano Ronaldo

Robson Morelli

18 de julho de 2016 | 22h32

Em conversa de fim de semana com amigos em comum, um dos empresários que detêm parte dos direitos federativos do atacante do Palmeiras, Gabriel Jesus, disse com todas as letras que o jogador permanecerá no Brasil pelo menos até o fim da temporada, quando poderá se sagrar campeão brasileira e ter o contrato ainda mais valorizado. O mesmo agente declarou que Jesus só será vendido se tiver reais condições de ser titular no novo time. O que os empresários temem é que o jogador, tratado como um diamante, suma em meio a elencos recheados de craques, como é hoje o Barcelona, que tem a preferência do menino. Com Messi, Neymar e Suárez, seria muito difícil Gabriel Jesus assumir um posto na formação titular.

GabrielJesusCesarGrecoDivulgacaoPalmeiras_511

O mesmo cenário se dá no Real Madrid, com um agravante: o time de Madri não se interessa por garotos. Tem no DNA a busca por craques formados, galácticos. Atualmente, jogam no ataque do time madrilenho Cristiano Ronaldo, Di María e Bale. Também seria duro para Jesus ser lembrado pelo técnico Zidane nesse momento.

Por isso que o mesmo agente deixou escapar que o melhor para Gabriel Jesus era se transferir para a Inglaterra, para o Manchester. O fato é que por enquanto, depois dos Jogos Olímpicos do Rio, o torcedor palmeirense vai continuar aplaudindo seu melhor jogador, artilheiro do Brasileiro com 10 gols. A transferência deverá ocorrer somente no meio do ano que vem, em recomeço de nova temporada na Europa.

 

 

 

Tudo o que sabemos sobre:

Palmeiras; futebol; Gabriel Jesus

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.