Roberto Carlos está certo em pular fora

Roberto Carlos está certo em pular fora

Robson Morelli

11 de fevereiro de 2011 | 18h53

Roberto Carlos deve puxar a fila

Roberto Carlos está certo em pular fora do Corinthians. E deve incentivar quantos mais à mesma decisão. Claro. Estamos falando de um jogador com história, de currículo, que foi campeão do mundo. Não podemos analisá-lo simplesmente pelos dias no Parque São Jorge. Seria injusto. RC não é um Zé Mané. E um cara como ele não pode ser ameaçado por torcedores que se julgam donos do clube. Mesmo se ele fosse um Zé Mané teria de ter o respeito de sua torcida e a segurança de seu presidente. Não teve nem uma coisa nem outra.

O presidente Andres Sanches sempre foi conivente com as investidas da Fiel. Em sua cabeça, acha que a torcida é uma terceira força no Corinthians, com direito a manifestação. E todos nós sabemos como eles se manifestam. Enquanto essa turma se comportar assim de nada adianta ter outras funções na sede, como ajudar entidades carentes ou garotos a arranjar seu primeiro emprego.

Quando cobria o Corinthians, certo dia, esqueci no jornal minha identificação. Tive um trabalhão para entrar no clube. E olha que era conhecido por lá. E esses torcedores entram em qualquer lugar. Têm carta branca para apavorar os jogadores dentro do CT. É uma situação inadmissível. Por isso entendo a decisão de Roberto Carlos.

Estava lá no dia em que Edílson, o Capetinha, levou uns tapas de torcedores também revoltados. Queriam pegar alguém e pegaram. Rivellino até hoje não fala sobre sua ‘expulsão’ do clube em 1974, após o time perder o Paulista para o Palmeiras. Também entrevistei o zagueiro Marquinhos, em 2007,  quando ele pediu para sair porque sua família recebia ameaças de morte por telefone. Não dá para continuar refém dessa gente. Ou o Corinthians muda seu comportamento em relação à torcida ou se ajoelha a ela como parece estar disposto a fazer.

Roberto Carlos vai ser o primeiro. E não duvido que outros virão atrás.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.