Santos, São Paulo e Corinthians em dia de decisão na Copa do Brasil e Sul-americana

A situação do time de Mancini é a mais complicada porque joga fora de casa e perdeu na ida por 1 a o diante do América-MG

Robson Morelli

04 de novembro de 2020 | 10h09

Os torcedores de Santos, Corinthians e São Paulo vivem a expectativa de festejar em casa nesta quarta-feira a classificação de seus respectivos times na Copa do Brasil e Sul-Americana. Digo de cara que acredito nos times de São Paulo, apesar de tudo. Todos os jogos valem vaga, prestígio, tranquilidade e dinheiro. O São Paulo viveu dias diferentes depois da goleada de 4 a 1 sobre o Flamengo pelo Brasileirão. Descobriu que pode jogar melhor, ser mais eficiente e não sofrer gols, além de marcá-los. Importante! É claro que qualquer resultado que não a classificação nesta quarta, vai jogar um balde de água fria no time e um caldeirão de água fervendo em Fernando Diniz, que convive com isso desde sempre.

O São Paulo recebe o Lanús. O Corinthians visita o América-MG. E o Santos joga fora de casa diante do Ceará.

Nesta semana, Diniz defendeu seu trabalho e ideias, embora tenha mudado de rumo após alguns tombos. Disse que não é muito de mexer na formação. Gosta da repetição, mas desde que venha dando certo. O São Paulo deu certo no último mês. Mas precisa da vaga na Sul-americana. Volpi volta a campo reverenciado pelos pênaltis que anda pegando. Moral lá em cima. Tchê Tchê de lateral tem ajudado, até marcou gol contra o Fla. Mas não é a dele. A boa fase atende pelos nomes de Luciano e Brenner. São desses atacantes que se esperam os gols que o time precisa após perder do Lanús por 3 a 2 fora de casa.

O Santos faz jogo igual com o Ceará, embora esteja em melhor fase. Não acredito em pênaltis nesta disputa. Marinho em boa fase é a arma santista. O campo é grande em Fortaleza e isso ajuda o visitante e sua correria. O Ceará ataca, mas não vai se expor. Sabe que a melhor sorte e futebol estão do outro lado. Jogar em casa sem torcida não faz muita diferença. Parece partida em campo neutro. Gostei de ouvir de Cuca (foto) que ele vai pedir ao Santos para que ataque e decida a sorte no tempo normal. Cuca não tem saúde para pênaltis. Ninguém tem quando envolve seu time.

Em Minas, o Corinthians vai tentar se provar melhor do que o América. Não se sabe se é, mas com Mancini no comando, o time paulista joga melhor. Medalhões estão ficando no banco. Alguns jogadores já estão fazendo a rescisão, de malas prontas para sair. A limpa vai continuar, diz o treinador. Jô e Luan devem ficar no banco. Não estão bem. O time vai sofrer correria. O América é terceiro colocado na Série B depois de 19 jogos. E ganhou do Corinthians por 1 a 0 na primeira partida. Isso implica afirmar que o time de Mancini vai ter de sair para jogar, ter mais coragem e se lançar em busca da vaga. Não é muito sua característica, mas tem condições para isso.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: