São Paulo e Bragantino são os dois times que mais precisam ganhar o Paulistão 2020

O time do Morumbi não festeja um Estadual desde 2005, com uma sequência de 35 técnicos no seu comando nesse período

Robson Morelli

28 de julho de 2020 | 11h00

São Paulo e Bragantino precisam mais do que seus rivais do título do Paulistão 2020, e por motivos diferentes. O time do Morumbi não festeja um Estadual desde 2005, portanto, faz 15 temporadas que as tentativas batem na trave ou passam longe do gol. É muito tempo para um time grande não ganhar o regional do seu Estado. O fracasso vem com diferentes elencos e treinadores e até diferentes diretorias. Mas nada justifica. Time grande, como diz o ditado popular do futebol brasileiro, tem de ganhar alguma coisa sempre. Pior. A última conquista do São Paulo data de 2012, quando o mundo era outro. Foi a taça da Sul-Americana. O Brasil não tinha nem sediado a Copa do Mundo nem os Jogos Olímpicos.

LEMBRE DOS TÉCNICOS DO SP
2005 – Emerson Leão
2005 – Milton Cruz
2005 – Paulo Autuori
2006 – Muricy Ramalho
2007 – Muricy Ramalho
2008 – Muricy Ramalho
2009 – Muricy Ramalho
2009 – Milton Cruz
2010 – Ricardo Gomes
2010 – Milton Cruz
2010 – Sérgio Baresi
2010 – Paulo César Carpegiani
2011 – Paulo César Carpegiani
2011 – Milton Cruz
2011 – Adílson Batista
2011 – Milton Cruz
2011 – Emerson Leão
2012 – Emerson Leão
2012 – Milton Cruz
2012 – Ney Franco
2013 – Ney Franco
2013 – Milton Cruz
2013 – Paulo Autuori
2013 – Muricy Ramalho
2014 – Muricy Ramalho
2015 – Muricy Ramalho
2015 – Milton Cruz
2015 – Juan Carlos Osorio
2015 – Doriva
2015 – Milton Cruz
2016 – Edgard Bauza
2016 André Jardine
2016 – Ricardo Gomes
2016 – Pintado
2017 – Rogério Ceni
2017 – Pintado
2017 – Dorival Jr.
2018 – Dorival Jr.
2018 – André Jardine
2018 – Diego Aguirre
2018 – André Jardine
2019 – André Jardine
2019 – Vagner Mancini
2019 – Cuca
2019 – Fernando Diniz
2020 – Fernando Diniz

No caso do Bragantino, é um time que investiu pesado, cerca de R$ 80 milhões em obras e elenco, com dinheiro da Red Bull. Trata-se de um projeto de longo prazo para recuperar a equipe e, claro, fazer dinheiro. O time é muito bom e tem chances de avançar. Encara o Corinthians. Ganhar significa que o clube vai manter seu investimento e caminha para se tornar novamente uma referência, como no fim da década de 80 e começo dos anos 90, com Parreira e Luxemburgo. Sua conquista é uma reposta positiva aos investidores, pode ser também para outras empresas que querem colocar dinheiro no futebol brasileiro.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: