São Paulo está melhor, se expõe menos, conta com a sorte, mas ainda falta um 9

Pablo joga pressionado. Eder pode ser esse cara. Luciano ainda não estão 100% e se machucou de novo. Crespo, especialista na posição, saberá dar um jeito nisso

Robson Morelli

13 de abril de 2021 | 08h53

Foto: SPFC

Foi com um gol contra, mas isso não pode tirar o mérito do São Paulo diante do Bragantino, um time da Série A do futebol brasileiro e bem montado. A vitória da equipe de Hernán Crespo dá mais tranquilidade ao elenco em sua retomada.

Alguns conclusões:
1 – Luciano terá de esperar um pouco mais para conseguir jogar sem se machucar. Ele sofreu contusão muscular numa arrancada no fim do jogo. Precisou ser atendido.

2 – Daniel Alves está mais próximo do gol rival, o que sempre foi um pedido do torcedor.

3 – Jogar com três zagueiros dá mais segurança ao setor. O São Paulo fica menos exposto.

4 – E ainda solta os laterais, o que torna a equipe mais ofensiva no sentido de ter mais jogadores na frente.

5 – Falta ainda aquele atacante. Eder tem qualidade e é bastante participativo. Vai dar certo com o tempo. Falta um pouco mais de Pablo. Ele joga pressionado talvez com a fase média apenas, com a chegada de outros atletas e com a possibilidade de disputar vaga. Ele joga na posição de Crespo quando atuava na Itália. O treinador então vai saber lidar com a ansiedade do atacante.

6 – A rapidez tem sido uma característica do time. Precisa ter uma pouco mais de qualidade. Só correria não adianta.

7 – Volpi parou de correr risco no gol. Quando precisa, chuta a bola para longe.

O São Paulo ainda não está no nível de Flamengo e Palmeiras, os dois melhores times do Brasil neste momento. Mas é um desafiante nesta temporada. Está mais sólido, mais resistente, menos exposto, até com mais sorte como foi o gol diante do Bragantino no Morumbi. Tudo isso ajuda. Sem Luciano, vai falta aquele cara que empurre a bola para dentro das redes. Crespo, especialista na posição, vai saber resolver isso.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.