São Paulo joga bem contra o Santos, mas peca na finalização e perde o segundo clássico

Dorival continua pressionado, mas não pela partida deste domingo, apesar do resultado ruim

Robson Morelli

18 de fevereiro de 2018 | 19h59

O São Paulo melhorou em relação a outras apresentações nesta temporada. Talvez contra o Santos, em casa, diante de 36 mil são-paulinos, o time tenha feito sua melhorar partida. Foi para cima do Santos de todas as formas, com todas as armas, nos dois tempos. Ficou mais com a bola, criou mais, chutou mais, teve mais escanteios. Ganhou em todas os números, como diria Rogério Ceni em sua curta passagem como treinador da equipe. Perdeu em um único quesito: bola na rede.

Essa é a nova preocupação do São Paulo e do seu treinador, Dorival Junior. Alguém tem de colocar a bola pra dentro. O São Paulo não tem esse alguém. Diego Souza é o mais próximo do gol, mas nem sempre tem chance de concluir. Os meias chutam pouco, e quando fazem falta pontaria. Mas é inegável que Dorival melhorou a distribuição do time em campo, o que estava faltando até então. Precisa manter essa pegada, sem mudar tudo por causa da derrota no clássico. O Santos apostou em uma bola de contra-ataque e deu certo, principalmente pela qualidade de Gabigol.

O fato ruim, que vai tirar sim o sono de Dorival, é amargar a segunda derrota em clássicos no Paulista. O time perdeu também para o Corinthians por 2 a 1. Agora, perde para o Santos. Esses jogos são os que valem na competição. Nesse quesito, o time precisa reagir. Não tenho dúvidas de que vai se classificar e aí terá nova chance de se dar bem. Vai encarar ainda o Palmeiras.

A derrota desanima, mas não pode ser encarada como divisor de águas de um trabalho que começa a dar cara de melhora. Há muito o que fazer ainda. Mas melhorou.

O Santos no Morumbi foi bem mais tímido, sabedor de sua condição atual. A equipe está se acertando. Jogou atrás e confiou sua sorte em Gabigol. Deu certo. Foi um time eficiente na marcação. Não deu brechas para o São Paulo entrar na área com liberdade. Gabriel marcou seu terceiro gol e já provou que será importante para a equipe na temporada. Ele sobra comparado aos demais.

Tudo o que sabemos sobre:

São Paulo FCfutebolSantos FC

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: