São Paulo passa vergonha diante do seu torcedor no Morumbi após empate sofrível com CSA

São Paulo passa vergonha diante do seu torcedor no Morumbi após empate sofrível com CSA

Na cabeça do torcedor, nada justifica o empate em casa com o CSA pelo Brasileirão

Robson Morelli

16 de setembro de 2019 | 07h49

Despedida melancólica… Foi uma despedida de primeiro turno sem graça, sofrível, melancólica. Pior, com todos os jogadores à disposição de Cuca. Até Alexandre Pato. Pablo e Hernanes comandaram o time diante do CSA, mas não conseguiram obter mais do que um empate em casa, e com gol no finalzinho, porque estava perdendo de 1 a 0.

Pouco tempo juntos… A ansiedade atrapalhou de novo, mas não somente isso. Os jogadores estavam muito tempo sem atuar e não seria em uma semana que tudo se transformaria. Eles tiveram sete dias para trabalhar no CT. É pouco. Tende a melhorar. Alguns outros estavam na seleção, como Daniel Alves, e a cabeça perde o foco mesmo. Essa é a explicação simples.

Torcedor fica na bronca… Na cabeça do torcedor, foi um fiasco, sobretudo porque dias antes o diretor de futebol Raí falava em brigar pelo título com Flamengo, Santos e Palmeiras, os mais bem colocados após 19 rodadas do Brasileirão. O torcedor ficou na bronca, portanto. Reclamou, xingou.

DM dentro de campo… Ao São Paulo sempre tenho a impressão de que falta um pouco mais de sangue nos olhos. Parece um time indiferente aos resultados ruins. Sei que não é, mas parece. Os jogadores que deixaram o DM levaram o DM para dentro de campo. Essa era a impressão também. Cuca apostou demais neles e se esqueceu dos outros que estavam mais inteiros. Um erro. E cá entre nós, tinha de ganhar do CSA em casa de qualquer jeito, com ou sem seus titulares. O empate ainda salvou vexame maior, mas a semana não será nada fácil.

Tudo o que sabemos sobre:

futebolSão Paulo FCCSACuca

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.