Sem saída, Juvenal fecha com a Globo

Robson Morelli

24 de maio de 2011 | 16h44

Juvenal Juvêncio usou sua caneta sacrossanta para se juntar aos presidentes de clubes fechados com a Globo para a transmissão dos jogos do Campeonato Brasileiro de 2012 a 2015. Era um dos últimos que faltavam. O comandante do São Paulo segurou as pontas junto ao Clube dos 13 até a corda roer de vez. Não poderia ficar isolado. Teve de engolir a quantia oferecida, diga-se, menor que as cotas de Corinthians e Flamengo, mas muito acima do que vinha recebendo. Sua fatia vai bater na casa dos R$ 70 milhões aproximadamente. Não havia saída para Juvenal.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.