Será que o Santos vai só com Arouca de volante?

Será que o Santos vai só com Arouca de volante?

Robson Morelli

09 de abril de 2010 | 09h26

Arouca pode ser o único 'marcador' no Peixe

Arouca pode ser o único 'marcador' no Peixe

Estive ontem no CT Rei Pelé, em Santos, para fazer duas reportagens: uma delas com o técnico Dorival Júnior, que sairá sábado no Jornal da Tarde, e outra com o ex-presidente Marcelo Teixeira, que terá de prestar contas ao Conselho Fiscal do Santos de receitas e gastos do clube em 2009. Aproveitei para ver o treino da equipe. No trabalho tático, meio campo apenas, sem oponentes, Dorival apostou numa formação somente com Arouca de volante. Paulo Henrique Ganso e Wesley voltavam para recompor o meio de campo. Perguntei a Arouca se dava para jogar daquela forma diante do São Paulo, de atacantes rápidos. E ele disse que sim. “Já atuamos assim em algumas partidas e todos sabem o que devem fazer quando o time não tem a bola. Não vejo problema”, disse. Confesso ter torcido o nariz para a troca entre Rodrigo Souto e Arouca. Achei, no início, que o Santos perderia. Hoje já tenho dúvidas. Arouca ainda pertence ao São Paulo e tem jogado bem no setor, marcando forte e chegando ao ataque. Falei com Dracena também. O zagueiro prefere marcar jogadores com o estilo de Dagoberto e Marlos que de Washington. De costas, o atacante esconde a bola e tem facilidade de virar para o gol. Acha que o desarme é mais fácil se tirar o espaço dos velozes.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.