Todos os líderes do Brasileirão de 2015 até 2019 na 32ª rodada mantiveram a ponta e foram campeões

Todos os líderes do Brasileirão de 2015 até 2019 na 32ª rodada mantiveram a ponta e foram campeões

Inter tem 62 pontos após 32 partidas da edição 2020, abre quatro de vantagem para o segundo colocado e não precisa mais de todos jogos que faltam para ficar com a taça

Robson Morelli

26 de janeiro de 2021 | 11h15

Foto: Beira-Rio – Internacional

Além do bom futebol e de sua vantagem na liderança, uma tradição do torneio também conspira para fazer o Internacional campeão do Brasileirão 2020. De 2015 até a edição 2019 da disputa, todos os times que estavam na ponta depois de 32 partidas, das 38 regulares, confirmaram a posição e se sagraram campeões. Ninguém ficou pelo caminho faltando seis rodadas para terminar a competição, alguns tinham mais sobras, mas outras não.

VEJA OS NÚMEROS APÓS 32 PARTIDAS

2015 – Corinthians – 70 pontos – Campeão
2016 – Palmeiras – 67 pontos – Campeão
2017 – Corinthians – 62 pontos – Campeão
2018 – Palmeiras – 66 pontos – Campeão
2019 – Flamengo – 77 pontos – Campeão

Tomando por base as últimas cinco edições do Brasileirão, não houve zebra. Todos os líderes confirmaram a liderança na reta final e festejaram a conquista. Vale destacar que Palmeiras e Corinthians dominavam o torneio antes de o Flamengo despontar com sobras na temporada passada.

Além da vantagem de quatro pontos sobre o São Paulo, segundo colocado após 32 jogos, o Inter, de Abel Braga, tem ainda 18 vitórias, principal critério de desempate no regulamento da CBF. É o time que mais ganhou na competição. O São Paulo, por exemplo, soma 16, mesmo número de Flamengo e Atlético-MG, que pode aumentar sua conta na partida contra o Santos. No pelotão de cima da tabela, Fla, Atlético-MG, Palmeiras e Grêmio jogaram 31 partidas, mas nenhum deles chega ao Inter mesmo se vencerem o jogo que falta.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.