Torcida do Palmeiras prepara cordão humano para o ônibus do time da Academia até o Allianz na quarta

Jogo em casa pela Libertadores vale vaga para a semifinal: na ida, em Minas, equipe de Abel Ferreira buscou empate após estar perdendo por 2 a 0 e agora joga por uma vitória simples

Robson Morelli

05 de agosto de 2022 | 16h19

A torcida do Palmeiras se organiza para buscar o time no Academia na próxima quarta-feira e conduzi-lo, em meio a um cordão humano, para o Allianz Parque, onde decide sua vaga para a semifinal da Libertadores com o Atlético-MG. A promessa, no estilo dos torcedores organizados, é produzir um “inferno” verde para amedrontar o rival de Minas Gerais. Haverá torcedores do Atlético no estádio. O policiamento e o CET estarão de sobreaviso para o evento. São menos de 1 quilômetro de distância da Academia para o Allianz.

Foto: Palmeiras

Tanto Palmeiras quanto Atlético-MG jogam por uma vitória simples na partida, uma vez que houve empate de 2 a 2 no Mineirão nesta semana. Como não tem mais o peso do gol fora na Libertadores, quem ganhar leva. Outro empate por qualquer placar obriga a decisão nos pênaltis. O Palmeiras não tem tido sorte nas cobranças. Já perdeu em cinco ocasiões sob o comando de Abel Ferreira.

Todos os ingressos foram vendidos nesta sexta-feira. O site de venda teve problemas com invasão de hackers, ficou fora do ar e, quando voltou a operar, não demorou para ter suas entradas vendidas. Mais de 40 mil torcedores são esperados para a partida, marcada para quarta, às 21h30.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.