Um jantar com Neymar bastante proveitoso

Robson Morelli

20 de setembro de 2011 | 13h03

Estive ontem num jantar com Neymar e com parte do seu estafe no restaurante Avila, em São Paulo. Ele também é agora embaixador da Soccerex, que fica no Brasil até 2013. Entre outras coisas, Neymar vai atuar na educação do esporte no Brasil. Causa nobre. Neymar esteve acompanhado de dois amigos e de Duda, uma espécie de guardião de seus interesses. Duda é homem de confiança do Santos. Sabe tudo o que está acontecendo. Uma pessoa gentil e amável.

http://radio.estadao.com.br/audios/audio.php?idGuidSelect=890E4A0C40054DA7A393A588D8D7FA03

O encontro foi bastante restrito. Neymar já havia dado entrevista no CT Rei Pelé em Santos sobre tudo o que está acontecendo em sua carreira. E não é pouca coisa. Queria falar mais da boa vitória do Santos sobre o Corinthians, mas teve de responder a 18 perguntas sobre sua transferência para a Espanha.

Neymar sabe da existência das duas propostas, do Barcelona e do Real Madrid. Me disse isso ontem. Disse também que quer jogar na Europa sim, agora ou um pouco mais pra frente – foram suas palavras. “Na próxima janela eu não saio do Santos. Estou feliz aqui. Depois disso, vamos conversar.” Há o Mundial de Clubes da Fifa no Japão que o segura. Há ainda a Olimpíada de Londres. Seu estafe pensa em tudo isso.

Neymar acha desnecessário assinar hoje o contrato xom o Real Madrid. O Santos ficou maluco com os 60 milhões de euros (R$ 146 milhões) oferecidos pelo clube catalão comandado por Pep Guardiola, como o Estadão detalhou. E entregou o jogador ao Barça. Estava tudo certo e para entregar o menino só lá na frente. Negócio da China do Santos.

O Real Madrid estava na frente nessa corrida e até certo ponto sossegado porque tinha a palavra de pessoas ligadas ao jogador de que o negócio estava fechado com o time madrilenho. Valor: a multa rescisória, ou seja, 45 milhões de euros. Ocorre que o Barça ofereceu mais e aí o Real teve de se coçar. O Estadão tem contado essa história nas duas últimas semanas, com riqueza de detalhes. Virou referência.

Neymar sabe de tudo isso. Ele me disse isso ontem nesse jantar. É fato. Faz seu jogo como deve fazer. Há muita coisa envolvida em sua transferência. Há muitos interesses e de várias partes. Inclusive do jogador. Mas ele me garantiu ontem que a palavra final é dele e do seu pai, que também conduz toda a negociação com bastante inteligência. “Todos podem dar opinião, mas quem bate o martelo sou eu.”

Neymar tem traçaado seu futuro. Sabe da importância que é para ele jogar na Europa e ganhar experiência. Me disse isso. Morre de amores pelos seu Peixe, como ele disse, mas seu caminho vai além da Vila Belmiro. Menino que é, aos 19 anos, mostra bastante preparo. “Desde os meus 12 anos estou acostumado a isso. Entendo todos vocês.”

No final, ainda brincou: “Se eu estivesse jogando mal, nada disso estaria me acontecendo.” Sorriu. Seu pai brinca da mesma forma, dizendo que a culpa da situação é toda do menino – pelo futebol que joga. Neymar só desconversou sobre os exames feitos no São Luiz sexta-feira sob a supervisão do médico do Real Madrid. Carlos Diez. Nesta manhã, o programa Globo Esportes, da Rede Globo, confirmou a notícia dada pelo Estadão sobre os exames de Neymar. O quebra-cabeça vai se montando.

 

REPORTAGEM PUBLICADA NESTA TERÇA-FEIRA NO ESTADÃO

A reviravolta na negociação de Neymar aconteceu quando o Estado revelou, na edição do último dia 4, que o Barcelona havia contratado o jogador por R$ 139, 8 milhões. O acordo estava fechado entre o Santos e o clube catalão e seria sacramentado no dia 5 com a assinatura do atleta e das partes envolvidas. Com a publicação da informação, o Real Madrid agiu rapidamente nos bastidores pedindo ao Santos para não assinar a transferência.

O clube espanhol, que tentava contratar Neymar desde meados de maio, fez uma nova oferta, dessa vez bem mais vantajosa ao jogador e ao Santos. E com valores acima da proposta do Barça.

A nova investida do Real obrigou o clube brasileiro a paralisar a negociação com o Barcelona, que havia despachado ao Brasil dois de seus principais dirigentes para concluir a transação.

Outra estratégia do Real foi conversar diretamente com Neymar e seu staff – o Barça havia negociado apenas com o Santos. Florentino Perez, presidente do Real Madrid, e José Mourinho, treinador do time, falaram diretamente com o craque.

Depois de convencer o jogador e seus assessores, o clube espanhol concluiu a negociação com o Santos na semana passada. E na sexta-feira despachou para São Paulo, Carlos Diez, médico-chefe do Real, para acompanhar o “exame pré-Uefa” em Neymar, como revelou oEstado domingo. Com os exames concluídos, falta apenas a assinatura do contrato.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.