Ciclismo de pista, uma modalidade olímpica que disparou no interesse dos brasileiros

Ciclismo de pista, uma modalidade olímpica que disparou no interesse dos brasileiros

Presente desde a primeira edição dos Jogos, o esporte combina velocidade e estratégia para conquistar vitórias, ora contra adversários, ora contra o relógio

Robson Morelli

02 de junho de 2020 | 18h00

O blog continua sua série para mostrar regras, categorias e sistema de disputa das modalidades olímpicas. Desta vez, vamos tratar do ciclismo, um esporte que conquista a cada dia mais adeptos no Brasil. No ciclismo de pista, a velocidade é o principal fator. As provas são chamadas de F-1 do ciclismo. Nos Jogos Olímpicos são dez tipos de provas diferentes, como a velocidade por equipe. Em algumas categorias, as bicicletas não têm freios e os competidores só usam uma marcha.

Uma curiosidade é que as mulheres passaram a correr por medalha somente nos Jogos de Seul, em 1988. Na Europa, o ciclismo é um esporte de muitos adeptos e grande interesse. E as bicicletas também são usadas na vida diária das pessoas. O Brasil ganha adeptos nesse sentido. Pedalar tem sido um modo de vida e opção de lazer para muita gente nas grandes metrópoles. Vale lembrar que o infográfico lincado aqui foram feitos para os Jogo do Rio, em 2016, e ele estava sendo atualizado para a Olimpíada de Tóquio, postergada deste ano para 2021.

ENTENDA REGRAS E CATEGORIAS DO CICLISMO DE PISTA.

 

 

 

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: