Uma morte boba, desnecessária e até infantil no Morumbi

Uma morte boba, desnecessária e até infantil no Morumbi

Torcedor cai do teto do estádio ao tentar pular grade e se desequilibrar

Robson Morelli

27 de março de 2017 | 08h42

Bruno Pereira Silva, de 23 anos, só queria ver seu time num lugar mais privilegiado do Morumbi. Pegou carona na ousadia de outros são-paulinos para mudar de setor, pular grades e se sentar mais confortavelmente no estádio. Não conseguiu. Desequilibrou-se é caiu para fora do Morumbi, numa altura de perto de 30 metros. Bruno estava no teto do estádio, no setor mais alto das arquibancadas. A queda de uma altura dessas não nos fazia imaginar que o rapaz pudesse sair dessa com vida, como não saiu. Bruno morreu no hospital. Não viu o gol de Maicon tampouco o do empate de Jô. Não viu as provocações dos jogadores, a expulsão de Wellington Nem. Não viu nada. Era um dos 51 mil torcedores presentes em dia de mais um clássico de torcida única.

SÃO PAULO 26/03/2017 ESPORTES MORTE - TORCEDOR / TORCIDA SAO PAULO X CORINTHIANS PARTIDA VALIDA PELA 11 RODADA DO CAMPEONATO PAULISTA 2017 NO ESTADIO DO MORUMBI NA FOTO TORCEDORES SE ARRISCAM PULANDO PELA GRADE QUE ISOLA O ANEL SUPERIOR DA ARQUIBANCADA DO ESTADIO- UM TORCEDOR CAIU E MORREU APOS SER SOCORRIDO FOTO ALEX SILVA/ESTADAO

TORCEDORES SE ARRISCAM PULANDO  GRADE QUE ISOLA O ANEL SUPERIOR DA ARQUIBANCADA FOTO ALEX SILVA/ESTADÃO

Dia triste, portanto, para o São Paulo, para o futebol brasileiro é para a família de Bruno. Morte boba, desnecessária, infantil até. Na hora, pareceu a Bruno ser boa ideia mudar de setor no Morumbi. Pular a grade que tantos outros estavam pulando. Até garotos menores de idade. Certamente as cenas vão correr o mundo é todos vão falar dos nossos estádios, da nossa organização e falta de educação.

Podem falar. Bruno e outros são-paulinos não tinham nada de pular a grade, andar perigosamente por onde não se anda. No mesmo Morumbi, já vi vendedores de amendoim escalar as paredes do estádio para tentar ganhar as arquibancadas a fim de levar para casa algum dinheirinho. Isso é proibido, não precisa nem dizer. Fatalidade. Bobeira. Idiotice. Bruno foi vítima de seus próprios atos. Único responsável de uma morte não anunciada num campo de futebol.

Tudo o que sabemos sobre:

São Paulo; Morumbi; torcida

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.