As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Arena Cultural diminui público de Fan Fest em Cuiabá

O que era para ser opção, transformou-se em concorrência

Seleção Universitária

21 de junho de 2014 | 15h14

O que era para ser opção, transformou-se em concorrência

 

Adilson Chinna- especial para O Estado de São Paulo

CUIABÁ- Desde que a Arena Cultural abriu suas portas para o público poder acompanhar os jogos da seleção brasileira, a Fifa Fan Fest registrou uma diminuição em seu público. A diferença entre o número de torcedores presentes no jogo de estreia do Brasil em comparação à quantidade do público que foi assistir à última partida contra o México, dia 17, foi 15% menor.

A prefeitura de Cuiabá, responsável pela organização da Arena Cultural disse que a ação não foi intencional. “Queríamos, na verdade, exibir os jogos da seleção aos moradores dos bairros vizinhos e trabalhadores locais. Não prevíamos esse público”, disse o secretário de Comunicação, Kleber Lima.

Para o governo estadual, a situação não foi motivo para preocupação. “ O que importou foi que o público teve mais opções. Apesar da redução no número de visitantes à Fan Fest, a alegria foi a mesma”, disse, através de sua assessoria.

A Arena Cultural está localizada no Jardim Morada do Ouro, no Memorial João Paulo II (Sesi Papa) e comporta até 20 mil pessoas. Possui, em seu espaço, praça de alimentação com 14 restaurantes e 24 expositores onde a culinária, danças e costumes da região do Pantanal são mostradas aos visitantes.

Acesso. Em dias de jogos da seleção, o espaço será aberto às 14h. Nos demais dias, o funcionamento será das 19h às 2h (horário local) com entrada gratuita. Para chegar até lá de táxi, o valor da corrida é de R$ 40 e o percurso é feito em aproximadamente 30 minutos partindo do centro da capital. Caso o visitante opte por transporte coletivo, o tempo de viagem é de aproximadamente uma hora e meia em horário de pico. É necessário pegar duas linhas de ônibus e a tarifa é de R$ 2,85.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.