Cartaz da Fifa informa horário errado de jogo no Rio
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Cartaz da Fifa informa horário errado de jogo no Rio

Victor NM

13 de junho de 2013 | 10h26

Nova sinalização visa orientar turistas na capital fluminense durante a Copa das Confederações

Victor Machado – Especial para o Estado

RIO DE JANEIRO – No interior da estação de metrô Carioca, no Centro, um cartaz informativo da Federação Internacional de Futebol (Fifa) contém um dado equivocado a respeito do horário da última partida da Copa das Confederações. A sinalização informa que a partida do dia 30, no Maracanã, terá início às 16h. Na verdade, segundo o calendário oficial da competição, o jogo está marcado para as 19h, três horas mais tarde.

De acordo com a assessoria de imprensa do Metrô Rio, o espaço para a divulgação foi apenas cedido pela empresa e o cartaz é de responsabilidade da Fifa.

 

Cartaz informa horário errado da final (Foto: Victor Machado)

Balões com o logotipo da Copa das Confederações começaram a ser presos próximos a estações de metrô da cidade na manhã desta quinta-feira. A ação da Fifa tem como propósito sinalizar os acessos ao metrô aos turistas que estiverem no Rio de Janeiro ao longo da competição.

Locais como o Largo do Machado, na Zona Sul, e o Largo da Carioca, no Centro, já dispõem da nova marcação. No interior de algumas estações também há cartazes com informações sobre os jogos no Rio de Janeiro e dicas de mobilidade urbana.

A capital fluminense será palco de três partidas do torneio internacional, todas no estádio do Maracanã. No próximo domingo, México e Itália se enfrentam às 16h. Na quinta-feira, dia 20, Espanha e Taiti jogam pela segunda rodada da competição no mesmo horário. A decisão da Copa das Confederações também será realizada no Rio de Janeiro, no dia 30, às 19h.

 

Balão flutua sobre praça do Largo do Machado (Foto: Victor Machado)

 

Tudo o que sabemos sobre:

BalãoFIFARio de JaneiroTurismo

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.