Centros de Treinamento da Bahia já estão sob comando da Fifa
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Centros de Treinamento da Bahia já estão sob comando da Fifa

Seleção Universitária

23 de maio de 2014 | 09h23

Alemanha, Suíça e Croácia ficam no Estado durante Copa do Mundo

Seleção da Croácia ficará no Centro de Treinamento de Mata de Sa?o Joa?o (Secopa/Divulgação)

 

Luiz Fernando Teixeira – especial para o Estado de S. Paulo

SALVADOR – Três delegações ficarão hospedadas na Bahia durante a Copa do Mundo: Croácia, Suíça e Alemanha, em Mata de São João, Porto Seguro e Santa Cruz Cabrália, respectivamente. Os Centros de Treinamentos de Seleções (CTS) já estão sob responsabilidade da Fifa, com quase todas as recomendações feitas pela entidade.

“O equipamento de Mata de São João já está com todas as obras concluídas. O Campo Bahia (em Santa Cruz Cabrália) será inaugurado em breve, e o CTS de Porto Seguro, que será entregue em duas etapas, está com a primeira praticamente concluída e atendendo as exigências da Fifa”, afirmou Marco Costa, coordenador de relações internacionais e esportivas da Secretaria Estadual para Assuntos da Copa do Mundo (Secopa).

Dos três CTS, o da Alemanha é o que se destaca: foi construído com dinheiro de empresas alemãs, que pretendem explorar a região após a Copa. “Eles tiveram o um custo de R$ 50 milhões”, disse Costa. Os outros dois CTS tiveram um custo mais modesto: R$ 4,1 milhões em Porto Seguro, com recursos do governo federal, e um total R$ 3 milhões em Mata de São João, que, além do governo federal contou com participação do município, que bancou 60% do valor total.

Elogios. Este último recebeu elogios de representantes da Fifa, sendo considerado um dos CTS mais adequados após vistoria no início de abril. “Nós priorizamos um trabalho de interiorização da Copa, para que ela tivesse reflexos não só na capital. Isso se refletiu inclusive em Costa do Sauípe, no sorteio dos grupos realizado ano passado”, declarou Marco Costa.

Segundo Costa, as seleções não fizeram nenhum tipo de exigência, tendo escolhido o Estado dentro de um catálogo com as opções. O coordenador ainda citou a conveniência da escolha alemã, que irá jogar todos os jogos da primeira fase na região Nordeste. “Eles queriam ficar na Bahia. Oferecemos Mata de São João, onde hoje está a Croácia, mas eles decidiram construir”, lembrou.

Croatas, suíços e alemães chegam à Bahia no início de junho, e a expectativa do governo é de que sua presença gere ao menos R$ 50 milhões para a região. De acordo com Costa, são esperados cerca de 2 mil torcedores para acompanhar cada seleção durante a Copa do Mundo.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: