As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Cuiabanos esperam legado positivo após Mundial

Seleção Universitária

21 de maio de 2014 | 18h18

Apesar dos problemas estruturais, expectativa da capital mato-grossense é otimista

 

Adilson Chinna – especial para o Estado de S. Paulo

CUIABÁ – Sede de quatro partidas do campeonato mundial, Cuiabá corre contra o relógio para a conclusão das obras propostas para facilitar a logística durante o período dos jogos. O prazo final para entrega da maioria delas é dia 31 de maio, conforme cronograma do governo.

Apesar do atraso, a expectativa em geral é positiva. “Temos desafios relacionados à realização da Copa e decorrentes principalmente do fato de Cuiabá ser a cidade que mais promoveu obras de mobilidade urbana”, afirmou o vice-presidente da Câmara de Diretores Lojistas de Cuiabá, Célio Fernandes.

Com relação aos protestos, Fernandes é enfático. “As pessoas falam que preferem hospital a VLT, educação a construção de Estádio, o que é uma maneira negativa de ver as coisas. Nada tem a ver uma coisa com a outra, pois são orçamentos distintos”, concluiu.

Para Abel Arruda, presidente da Associação Matogrossense dos Taxistas, os resultados somente serão perceptíveis em longo prazo.

Sobre os constantes congestionamentos, Arruda culpa as empreiteiras que realizam as obras. “Eles desviaram o fluxo de veículos para bairros comuns, o que provocou o desgaste do asfalto e aumentou o número de buracos e poeira. Com isso, o passageiro passa muito mais tempo dentro do carro, o que causa uma péssima impressão sobre o nosso serviço”, observou.

O primeiro jogo a ser realizado na Arena Pantanal será entre as seleções do Chile e Austrália, no dia 13 de junho, às 19h.

Tudo o que sabemos sobre:

cuiabá

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: