As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Estádio Nacional de Brasília não define uso até a Copa

Lucas Vidigal

22 de junho de 2013 | 14h56

Jogo do Flamengo e shows de Beyoncé e Rolling Stones são esperados, mas ainda falta confirmação

 

Lucas Vidigal – Seleção Universitária – especial para o Estado

Enquanto a Copa do Mundo não chega, o futuro do Estádio Nacional Mané Garrincha é incerto. Há apenas um show marcado na arena, prometida como espaço para megaeventos. O Flamengo acenou com a possibilidade de mandar partidas no local e o Governo do Distrito Federal (GDF) chegou a anunciar shows de Beyoncé e Rolling Stones, mas nada foi confirmado.

Os rumores mais fortes sobre outras partidas na capital federal são para o jogo do Flamengo contra o Coritiba, marcado para 6 de julho. Porém, ainda não há confirmação pela CBF ou pela diretoria do time rubro-negro.

As especulações ganharam força após não haver acordo entre o time carioca e o Consórcio SA, que administra o Maracanã. Com o Engenhão fechado, Brasília se tornou opção para mandar a partida. Um dos motivos é o forte apoio da torcida flamenguista durante o jogo contra o Santos, na primeira rodada do Campeonato Brasileiro. “Eles sabem que vão encontrar torcida aqui”, diz o analista de sistemas e flamenguista Matheus Lemos.

O GDF, responsável pela arena, confirma as negociações para o duelo entre Flamengo e Coritiba. Mesmo assim, Matheus prefere esperar confirmação do jogo antes de comemorar a vinda do time a Brasília. “A expectativa existe, mas ainda trato tudo como boato”, comenta.


Fãs no escuro

Os telões do Estádio Nacional chegaram a anunciar shows de Beyoncé e da banda Rolling Stones em Brasília, sem definir data. Porém, os sites oficiais das turnês dos artistas não incluem a capital como destino.

A espera é ainda mais angustiante para fãs da cantora pop. Ela se apresenta no festival Rock In Rio no dia 13 de setembro. Mas não há qualquer tipo de confirmação da vinda da turnê The Mrs. Carter Show à capital.

Sem definição do show de Beyoncé em Brasília, a fã Elisa Guimarães, estudante de pré-vestibular, aguarda com ansiedade para que o evento seja confirmado. “Espero que ela venha, pois não consegui comprar os ingressos da apresentação dela no Rock In Rio”, lamenta a jovem.

Caso Beyoncé e os Rolling Stones venham, terão de desembolsar R$ 10 mil para pagar pelo aluguel diário ao GDF, valor bem inferior aos milhões arrecadados pelos artistas em megashows. A taxa é válida desde 2008, quando foi decretada pelo governador na época, José Roberto Arruda.

Por enquanto, o único evento confirmado para o Estádio Nacional é o show Renato Russo Sinfônico, marcado para o dia 29. O evento em tributo ao cantor contará com participação de 14 artistas brasileiros, como Ivete Sangalo, Sandra de Sá e Lobão, além da presença da Orquestra Sinfônica do Teatro Nacional.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.