Expectativa de italianos e espanhóis se opõem em Fortaleza
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Expectativa de italianos e espanhóis se opõem em Fortaleza

Tobias Saldanha

27 de junho de 2013 | 10h00

Enquanto os torcedores da Fúria esbanjam confiança na classificação, italianos estão céticos com uma possível vitória da Azzurra

Tobias Saldanha – Seleção Universitária –  especial para o Estado

FORTALEZA – No restaurante Bella Itália, localizado na Praia de Iracema, o clima é de pessimismo. Quando indagados sobre a partida na Arena Castelão contra a Espanha nesta quinta-feira, 27, a resposta unânime dos italianos presentes no local é só uma: “a tendência é sermos eliminados”.

O dono do estabelecimento Andrea Antonucci, nascido em Roma, reconhece a superioridade espanhola, mas ressalta a mística da ‘Azzurra’. “Dentro de campo, são onze contra onze e por isso acredito na vitória”, diz Andrea, que mora em Fortaleza há sete anos e estará presente no Castelão torcendo por seu país.

 

Andrea Antonucci, dono do restaurante Bella Itália (Tobias Saldanha/Seleção Universitária)

Já o presidente da Câmara dos dirigentes lojistas ítalo-brasileiro Cesare Villohe, diz que o coração acredita na vitória.

“Como torcedor, nós acreditamos na vitória, mas temos consciência de que a Espanha tem o melhor time”, admite, ao lado do Cônsul italiano, Roberto Misici.

Para Alessandro Cortelli, jornalista italiano que está no Brasil acompanhando a Itália desde o início da competição, o jogo desta quinta-feira é muito difícil, porém adverte uma possível soberba da Fúria. “Essas notícias dando conta da farra dos jogadores espanhóis, se forem verídicas, demonstram um exacerbado clima de otimismo que pode fazer a diferença dentro de campo para a Itália, apesar da superioridade técnica da Espanha”, ponderou.


Espanhóis confiantes na vitória

Contrastando com o pessimismo italiano, os espanhóis estão confiantes na vitória. Segundo os madrilenhos Julio Aguado e Miguel Palácios, a tendência é que a Espanha vença a partida. ”A geração atual da Itália carece de melhores jogadores, principalmente do meio pra frente, diferente da seleção espanhola”, diz Julio.

Já os jornalistas Alberto Ortega e Javier Estepa, do portal Marca, dizem que o objetivo dos comandados do técnico Vicente Del Bosque é a conquista da Copa das Confederações. ”É o único título que falta para essa geração. Eles querem apagar a imagem deixada na África do Sul, quando foram eliminados precocemente nas semi-finais pelo Estados Unidos”, diz Ortega, lembrando da Copa das Confederações de 2009.

Questionados sobre a ‘farra’ de alguns jogadores Espanhóis, eles dizem não acreditar nesse fato. “Para nós, tudo isso não passa de especulação, pois a federação, elenco e comissão técnica negaram que isso tenha ocorrido”, concluíram.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.