Inaugurada reforma da avenida Alberto Craveiro
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Inaugurada reforma da avenida Alberto Craveiro

Tobias Saldanha

15 de junho de 2013 | 16h00

A avenida é a principal via de acesso à Arena Castelão, ligando a zona hoteleira da cidade ao Estádio

 

Avenida Alberto Craveiro sentido sertão/praia. (Tobias Saldanha/Seleção Universitária)

Tobias Saldanha/Seleção Universitária – Especial para O Estado

FORTALEZA – Foi apresentada hoje em Fortaleza, a reforma e duplicação da Avenida Alberto Craveiro, além da rotatórias das vias que cercam a Arena Castelão. A obra será entregue oficialmente no dia 18 de junho, quando a cidade receberá a visita dos técnicos da FIFA, que avaliarão os acessos ao local das partidas da Copa das Confederações.

“As vias estarão disponíveis para o usufruto da população depois da vistoria dos técnicos da Fifa”, garantiu.

Na coletiva em frente ao palco dos jogos da Copa das Confederações, que teve a presença do ex-governador e ex-ministro Ciro Gomes, de Cid Gomes (PSB), atual Governador do Ceará, e do coordenador-geral da FIFA,  o Prefeito Roberto Cláudio (PSB) disse que é uma honra entregar as obras dentro do prazo.

“Fizemos o que era pra ter sido feito em dois anos e meio”, lembra.

O Prefeito garante que até 2014, serão entregues os viadutos e túneis da Avenida Raul Barbosa  com Murilo Borges,  da Via Expressa com Santos Dumont, , da Av. Dedé Brasil e da Paulino Rocha com Alberto Craveiro.” O túnel da Paulino estará pronto até o fim do ano”, releva.

Operários ganham ingressos

Os trabalhadores da obra da Avenida receberam simbolicamente, dois bilhetes para as  partidas da competição. A entrega foi feita pelo Governador Cid Gomes.

“Estamos premiando os operários pelo serviço, dando ao todo, 500 ingressos”, diz um sorridente Cid.

 

Roberto Cláudio e Cid Gomes, à direita, de laranja (Tobias Saldanha/Seleção Universitária)

 

 

 

Tudo o que sabemos sobre:

Copa das ConfederaçõesFortalezaTrânsito

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.