As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Mané Garrincha alcança marca histórica em jogo do Brasil

Desde a reinauguração, estádio já recebeu um milhão de pessoas

Seleção Universitária

24 de junho de 2014 | 18h30

Desde a reinauguração, estádio já recebeu um milhão de pessoas

 

Jorge Macedo – especial para O Estado de S. Paulo

BRASÍLIA – Centésima partida do Brasil na história dos mundiais, a vitória por 4 a 1 sobre Camarões registrou uma marca importante para o Mané Garrincha. Além de quebrar o recorde de público do local com 69.112 torcedores, o número de pessoas que já passaram pelo estádio já atingiu a marca de um milhão desde a sua reinauguração do estádio, em maio de 2013.

Ao todo, o Mané Garrincha recebeu 46 eventos entre partidas de futebol e shows de diversos artistas em pouco mais de um ano. Entre as apresentações musicais, nomes consagrados como os norte-americanos Aerosmith e Beyoncé animaram o público brasiliense. Para se ter uma ideia, no antigo estádio, inaugurado em 1974, um público de 340 mil pessoas havia ido ao local ao longo de 36 anos de existência.

Palco de sete jogos na Copa do Mundo, incluindo a decisão do terceiro lugar no dia 12 de julho, o Mané Garrincha é o mais caro dos doze estádios do mundial. De acordo com números divulgados pelo Ministério do Esporte, a arena da capital federal teve custo total de R$ 1,4 bilhão, valor 108% superior ao que foi previsto inicialmente, de R$ 670 milhões.

Uma auditoria do Tribunal de Contas mostra que os custos podem chegar a R$ 1,9 bilhão com a conclusão das obras nos arredores do estádio. Entretanto, a Secretaria Extraordinária da Copa afirma que o custo poderá cair para R$ 1,2 bilhão em razão de abatimentos de créditos e que o orçamento inicial de R$ 670 milhões é incorreto, já que a licitação não incluía a cobertura, assentos, placares eletrônicos e gramado.

Projetado para comportar cerca de 72 mil espectadores, o novo Mané Garrincha conta com 276 sanitários, 74 camarotes, 40 bares, 14 lanchonetes, além de dois restaurantes. O projeto arquitetônico inclui ainda a fachada composta por 288 pilares, com 36 metros de altura, ao redor do estádio.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.