As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Manifestantes fecham a principal via de acesso ao Estádio Nacional

João Lacerda

14 de junho de 2013 | 12h08

A um dia da estreia da Copa das Confederações, clima esquenta em Brasília

João Bosco Lacerda – Seleção Universitária – O Estado de S. Paulo

BRASÍLIA – A Articulação Nacional dos Comitês Populares da Copa (ANCOP), liderados pelo movimento os trabalhadores sem teto (MTST), organizou uma manifestação com cerca de 800 pessoas no eixo monumental, principal via de acesso ao estádio Nacional Mané Garrincha.

Pneus foram queimados e faixas de ordem levantadas, o que levou a polícia a interditar a via. Não houve confronto com os policiais.

Os manifestantes reclamavam principalmente do gasto de 1 bilhão de reais no estádio em detrimento de áreas como educação, saúde e moradia. Além disso, afirmaram que são solidário aos presos nos protestos pela redução da tarifa pública de transporte em São Paulo.

Gabriel Elias, assessor do MTST, critica a venda de terrenos pra financiar a obra, em detrimento da construção de moradias populares.

“A Terracap [Agência de Desenvolvimento do Distrito Federal] diz que não tem terreno para abrigar os sem teto, mas os vende para financiar a arena”, afirmou.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.