As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Metrô funcionará com capacidade máxima durante jogo do Brasil

Seleção Universitária

21 de junho de 2014 | 13h43

Medida foi adotada para atender demanda por conta da partida na cidade


Jorge Macedo – Especial para O Estado de S. Paulo

BRASÍLIA – O Distrito Federal terá um esquema especial de transporte para o jogo do Brasil contra Camarões na próxima segunda-feira, 23. Marcado para as 17h, a partida será a última da seleção pela primeira fase da Copa do Mundo e vale a liderança do grupo A. Todos os 68 mil ingressos colocados à venda pela Fifa foram vendidos antecipadamente.

O Metrô funcionará em horário especial, das 7h às 23h30 e contará com a capacidade máxima de 24 trens desde quatro horas antes do início do confronto até três horas após o término, com tarifa única de R$ 3. Para garantir o acesso do público que irá até o estádio, 24 ônibus que fazem o trajeto gratuito da rodoviária do Plano Piloto até o Mané Garrincha foram colocados à disposição dos torcedores.

O perímetro ao redor do estádio será interditado a partir da meia-noite de domingo, 22. Nas vias paralelas ao Mané, a interdição começará às 11h e seguirá até as 20h. Os profissionais de segurança atuarão com cerca de 3,5 mil homens entre policiais federais, civis, militares, bombeiros, auditores de trânsito e seguranças contratados pela Fifa para atuar no interior do estádio.

A recomendação para quem for ao estádio é que leve o menor número possível de objetos, já que o processo de revista será feito da mesma forma do que nos jogos anteriores. Entre os itens proibidos estão instrumentos musicais, bandeiras com mastro, capacetes e sinalizadores. Para evitar filas e possíveis atrasos, como o ocorrido no duelo entre Suíça x Equador, a Fifa pede que os torcedores cheguem ao estádio com, no mínimo, duas horas de antecedência.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.