No Recife, manifestantes protestam contra a Copa das Confederações
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

No Recife, manifestantes protestam contra a Copa das Confederações

Machado PR

21 de junho de 2013 | 17h59

Felipe Resk e Pedro Costa – Seleção Universitária – especial para O Estado

RECIFE – Um dos temas mais questionados pelos protestos que se espalharam por todo o Brasil é a utilização de dinheiro público nas obras para a realização da Copa do Mundo em 2014. No Recife não tem sido diferente. Durante a caminhada realizada na última quinta-feira, 20, no centro, muitas placas que ilustravam as ruas com o logotipo da Copa das Confederações foram arrancadas pelos ativistas.

Além da retirada do material relacionado à Copa, vários cartazes foram deixados nas ruas e prédios públicos da cidade com frases que reprovam o modo como o governo está participando da organização do Mundial. Vários gritos como “Da Copa eu abro mão, quero mais dinheiro para a saúde e a educação” e “O professor vale mais do que Neymar”, foram entoados.

Segundo dados do Ministério dos Esportes, cerca de R$ 28 bilhões de reais já foram utilizados na Copa e a previsão é que este orçamento chegue à casa dos R$ 33 bilhões.

(Imagens Pedro Costa/Seleção Universitária)

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.