Protestos geram cautela na delegação uruguaia na chegada a Belo Horizonte
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Protestos geram cautela na delegação uruguaia na chegada a Belo Horizonte

Guilherme Faria

25 de junho de 2013 | 02h03

Fifa recomenda que comitiva permaneça no hotel em seu tempo livre

 

Forlán atende fãs

Forlán atendeu a fãs na porta do hotel (Guilherme Faria/Seleção Universitária)

Guilherme Faria – Seleção Universitária – Especial para o Estado

BELO HORIZONTE – Na noite desta segunda, 24, a Seleção Uruguaia desembarcou em Belo Horizonte, local de disputa da semifinal da Copa das Confederações contra o Brasil, na tarde desta quarta-feira, 26. Escoltada por forte proteção policial, a delegação celeste foi recomendada pela organização do torneio para só deixar as dependências do Hotel Cesar Business, na Zona Sul da cidade, para compromissos oficias do torneio, como os treinamentos desta terça e a partida no dia seguinte.

Segundo o portal de notícias Ovación Digital, vinculado ao jornal El País, Sebastian Bauzá, presidente da Associação Uruguaia de Futebol, recebeu tal orientação da Fifa em virtude das manifestações que ocorrem na Capital Mineira.

A passeata de sábado, 22, dia da última partida realizada em Belo Horizonte pela competição, levou mais de 70 mil pessoas às ruas. Os ativistas marcharam desde a Praça Sete, no centro da cidade, até o cruzamento das Avenidas Antônio Carlos e Abrahão Caram, ponto que começa o isolamento do Mineirão imposto pela Fifa em dias de jogos.

Houve confronto entre a Polícia e manifestantes, que deixou ao menos 37 pessoas feridas e 32 presas, segundo a Polícia Militar. Além disso, houve depredação de lojas e patrimônio público e longos congestionamentos no trânsito devido à interdição de importantes vias na cidade.

Mais um protesto está marcado para a tarde desta quarta-feira, com o início da concentração marcado para o meio-dia. O trajeto do último sábado deve ser repetido, e a Polícia Militar espera que a marcha registre ainda mais casos de violência.

Para evitar transtornos relacionados ao trânsito, o prefeito Marcio Lacerda decretou nesta segundo que o dia da partida será feriado municipal na capital mineira.

Chegada tranquila

Às 20h55 os jogadores começaram a descer do ônibus, recebidos por jornalistas e dois torcedores. Laura Alcoba, uruguaia que mora há 16 anos em Belo Horizonte, levou o filho Carlos Henrique para ver jogadores como Diego Forlán, Edinson Cavani, Luis Suárez e Diego Lugano de perto. Os ídolos corresponderam aos pedidos de mãe e filho e deram autógrafos aos familiares.

 

Fãs uruguaios Belo Horizonte

Laura e Carlos puderam ver astros de perto (Guilherme Faria/Seleção Universitária)

Na manhã desta terça, os uruguaios realizam treino fechado à imprensa no Estádio Independência. À tarde, a delegação conhecerá o campo do Mineirão e concederá entrevista coletiva no estádio.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.