As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Subestação de energia é inaugurada para a Copa no DF

Seleção Universitária

21 de maio de 2014 | 18h42

Obra era a última prevista para o Mundial

 

Jorge Macedo – especial para O Estado de S. Paulo

BRASÍLIA – A Companhia Energética de Brasília (CEB) inaugurou nesta quarta-feira, 21, a Subestação Hípica, última das dez obras de distribuição de energia elétrica planejadas para a Copa do Mundo no Distrito Federal. Ao todo, foram investidos cerca de R$ 13 milhões na subestação, que estava sendo construída desde abril.

A Subestação Hípica reforçará o abastecimento de energia para o centro da capital e será alimentada pela Subestação Furnas, em Samambaia. Dois transformadores foram instalados no local, que conta com estrutura para receber um terceiro transformador no futuro. A alimentação da Hípica será garantida pela Linha de Distribuição de Alta Tensão (LDAT) Riacho Fundo/Hípica/Embaixadas Sul, outra das dez obras feitas para o Mundial.

VLT. Além de abastecer o centro de Brasília, a Subestação Hípica distribuirá energia para outras regiões, como o Lago Sul, Setor Policial Sul e Setor de Oficinas Sul. A nova subestação também proveria o fornecimento de energia para o Veículo Leve sobre Trilhos (VLT), previsto para ser entregue antes da Copa, mas o projeto foi suspenso e não integra mais o legado de obras do Mundial no DF.

O suprimento de energia para o Estádio Nacional Mané Garrincha será feito por duas fontes: a própria Subestação Hípica e a nova Subestação Estádio Nacional, entregue em dezembro do ano passado. A CEB afirmou que investiu aproximadamente R$ 103 milhões em obras de distribuição de energia para a Copa do Mundo.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: