As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Suíça e Honduras chegam para último jogo da Copa em Manaus

Apenas Suíça possui chance de seguir na próxima fase; trânsito no entorno do estádio será interditado mais cedo

Seleção Universitária

24 de junho de 2014 | 17h04

Apenas Suíça possui chance de seguir na próxima fase; trânsito no entorno do estádio será interditado mais cedo

 

Bruna Chagas – especial para O Estado de S. Paulo

MANAUS – Enquanto a população manauara comemorava a vitória do Brasil em cima de Camarões, discretamente desembarcavam em Manaus na noite da segunda-feira, 23, a delegação da Suíça e de Honduras, que se enfrentam nesta quarta-feira, 25, pela última rodada do grupo E na Copa do Mundo. A partida será a última da Copa do Mundo em Manaus e a última rodada do Grupo E.

Honduras e Suíça se enfrentarão na Arena da Amazônia, mas apenas a Suíça possui chances de classificação para a próxima fase, já que Honduras perdeu seus primeiros dois jogos.

A seleção de Honduras desembarcou em solo amazonense no início da noite e foi diretamente para o hotel onde ficarão hospedados, na zona centro-sul. Houve escolta policial, mas não havia torcedores no local.

Já a seleção da Suíça chegou por volta das 19h30 e seguiu também direto para o hotel, porém o ônibus oficial da Suíça foi escoltado por viaturas da polícia militar e motos da polícia rodoviária federal. Cerca de 15 torcedores brasileiros acompanharam o desembarque dos jogadores, que entraram rapidamente para o hotel.

Trânsito. A interdição das vias que fazem parte do perímetro de segurança no entorno da Arena da Amazônia, começará mais cedo nesta quarta-feira, 25, às 10h. Essa antecipação do início da interdição deve-se ao fato de que este jogo começará mais cedo, às 17h (horário de Brasília) diferente do horário das demais partidas em Manaus, realizadas às 19h.

Já ao meio-dia, todo o entorno do estádio estará fechado pelo Instituto Municipal de Engenharia e Fiscalização do Trânsito (Manaustrans) para tráfego de veículos. No entanto, o Manaustrans reforça que é preciso evitar até mesmo as ruas que não fazem parte do entorno.

No quarto e último jogo da Copa do Mundo na Arena da Amazônia, o Manaustrans vai atuar com o efetivo de 265 agentes de trânsito, distribuídos em vários turnos.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.