Kiwi Nick Evans dá espetáculo pelos ‘Quins

brunoromano

24 de fevereiro de 2012 | 12h41

Nick Evans confirmou o que muitos na Nova Zelândia já sabiam: é segundo melhor camisa 10 do país. Mais uma vez, Evans liderou os Harlequins para uma importante vitória, agora por 16-14 em cima do Worcester Warriors, o que valeu a liderança na Aviva Premiership.

Em um campo molhado, com lama e traiçoeiro, ele acertou seis de quatro chutes, sendo três penais e uma conversão, chegando a marca de 155 pontos na temporada. Desde 2008, Evans fez de Twickenham Stoop sua casa e nunca olhou mais para trás.

Desde sua estreia já marcou mais de 900 pontos pelo seu clube inglês e chutou um emblemático drop goal contra o Stade Français – na frente de 80.000 pessoas em um jogo de Heineken Cup (foto). Contra a mesma equipe francesa, Evans foi protagonista na final da Amlin Cup de 2011. É do tipo do cara com que você sonha em ter em seu time em momentos decisivos.

Em entrevista a um reporter neozelandês, foi perguntado se sentia falta do país e da vida de um All Black. Respondeu que sente sim falta de sua família, mas que gosta do anonimato que a estadia no Reino Unido lhe proporciona.

Quem sabe, um dia ainda veremos Evans “back in black”, com o uniforme da seleção. Recentemente, o jogador assinou um contrato até 2013 com o clube inglês. Segundo as regras locais, para jogar pelos All Blacks é preciso atuar dentro do país. Para isso, Evans, que já substitui o titular Dan Carter em 16 encontros internacionais, teria de voltar em 2014, o que pode significar sua qualificação para o Mundial da Inglaterra em 2015.

Com 31 anos, está jogando o melhor de seu rugby. Terá 34 na próxima Copa. Se é muita idade ou experiência de sobra não se sabe ainda. Por hora, temos apenas o prazer de vê-lo, ao lado de seus companheiros de Harlequins jogando um ótimo rugby, entretando seus fãs do sul de Londres.

Tudo o que sabemos sobre:

All BlaksHarlequinsNick Evans

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.