50% Austrália, 50% Havaí
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

50% Austrália, 50% Havaí

Saíram os campeões do QS 1000 de Boomerang Beach

Thiago Blum

23 de fevereiro de 2020 | 00h54

Kai Warner (AUS) faturou o título no masculino – foto: WSL

Terminou o ‘Mothernest Great Lakes Pro’.

E a festa da primeira etapa do ano disputada em ondas australianas foi dividida.

No masculino, os locais não deixaram sobrar nada em New South Wales, na etapa que marcou a 9ª parada do calendário do WQS, o circuito de acesso da WSL.

Os 4 finalistas que chegaram ao último dia do evento eram da casa.

Quem ficou com os 1000 pontos do campeão no ranking?

Kai Warner.

Depois de eliminar Harley Ross numa batalha muito equilibrada na semifinal, ele escovou Elliot Paerata-Reid na decisão.

Fez uma nota 8,90 e um 8,10.

Somou 17 pontos e superou o adversário por 4,50 de vantagem.

Festa ‘aussie’ em Boomerang Beach.

Luana Silva (HAW) foi a campeã no feminino – foto: WSL

Entre as mulheres, só ‘estrangeiras’ na finalíssima.

Em uma disputa apertadíssima, a havaiana Luana Silva bateu a sul-africana Sarah Baum.

E conquistou a 5ª etapa da temporada.

O placar? Apenas 0,20 de diferença: 13,65 a 13,45.

Avoca Beach, NSW / Austrália – próxima parada do WQS 2020

A partir de terça-feira, Avoca Beach – também na Austrália – recebe mais um campeonato.

Apenas 90 quilômetros de distância ao norte de Sydney.

Esse com status 3000 para homens e mulheres.

O #tuboseaereos é claro, vai acompanhar tudo diariamente.

por @thiago_blum

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: