Certezas e surpresas
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Certezas e surpresas

Eliminações inesperadas na competição masculina do CBSurf Pro Tour

Thiago Blum

28 de outubro de 2020 | 20h01

Marcos Correa – foto: Daniel Smorigo

Sol, boas ondas e o astral em alta.

Assim vai terminar amanhã a 1ª etapa do Brasileiro de Surfe.

Muitos dos principais favoritos seguem de olho no título do evento da Praia Grande, em Ubatuba.

Mas como quase sempre acontece nos nacionais, houve zebra passeando nas ondas do litoral norte de São Paulo.

Luel Felipe e Thiago Camarão, por exemplo, caíram logo na estreia.

E nas 14 das 16 baterias do round 2, teve mais.

Nomes de peso da elite em temporadas passadas, Willian Cardoso e Ian Gouveia não conseguiram avançar.

foto: Daniel Smorigo

A partir das 7h30, os confrontos finais da 2ª fase abrem as disputas da quinta-feira.

Em seguida rolam os duelos do round 3, quartas de final e semifinais.

A grande decisão está prevista para as 13h30.

Sempre com 4 atletas na água.

Com um aéreo, Marcos Correa fez a nota mais alta (9,0) e o maior somatório do dia (15,75).

“Estou muito feliz com a minha performance. Todos os atletas estavam há um bom tempo sem competir por causa da Covid-19, mas em meio à pandemia eu segui treinando forte, fazendo algumas consultas com o psicólogo do esporte, que ajudou muito e com essa toda estrutura senti que deu certo”, disse Marquinhos.

Weslley Dantas – foto: Daniel Smorigo

Krystian Kymerson, Edgar Groggia, os irmãos Weslley e Wiggolly Dantas, e Hizunome Bettero também seguem na competição.

O campeão fatura R$ 12 mil reais de premiação, além de 1000 pontos no ranking.

por @thiago_blum

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.