Craques em modo filme
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Craques em modo filme

Histórias de vida e ação estreladas por Gabriel Medina e Filipe Toledo

Thiago Blum

04 de setembro de 2020 | 20h14

Filipe Toledo – foto: divulgação

Os filmes de surfe são tradicionais desde bem antes das mídias sociais.

Produções nos 4 cantos do mundo sempre levaram muita gente para curtir os melhores do mundo nas telonas.

Me lembro bem como aguardava ansioso as sessões programadas para o auditório da FGV, aqui em São Paulo.

De quebra tinha sorteio de pranchas!!!

Nunca ganhei uma… mas saía de lá louco pra descer para o litoral.

O esporte das ondas também ocupou espaço nas prateleiras das extintas locadoras.

Mas o que não esqueço mesmo é do meu pai nas areias de Guaecá, de olho no mar.

Guaecá, São Sebastião – litoral norte de SP

Nos primórdios das ‘filmadoras’, ele registrava o free surfe da turma.

Além de mim e do meu irmão Rodrigo, tinha os Gazire… o Betão e seus 1,92m… e o Johnny Cabianca, na época começando no trabalho de shapper… agora, é ele que produz as pranchas do Gabriel Medina.

O eterno Pedro Blum fazia as imagens e a galera se juntava em casa para assistir.

Me orgulho até hoje, dele ter sido o primeiro cara a gravar o Alemão de Maresias em ação.

Pois é… o Alemão, um dos nomes mais importantes nas ondas pesadas pelo mundo.

Histórias de um passado inesquecível… engolido pela tecnologia.

Gabriel Medina – foto: divulgação

Hoje em dia, todo surfista tem seu videomaker… um amigo, outro atleta, a namorada… tudo registrado.

Só que os principais tops da WSL vão além.

E com toda razão, viram protagonistas documentários.

O melhor exemplo é sem dúvida, Gabriel Medina.

O cara que não leva Maresias no apelido, mas que é responsável por levar o nome do pico mais famoso do litoral norte de São Paulo para o mundo.

No começo do ano, o bicampeão mundial lançou o filme de sua vida.

Gabriel Medina – divulgação

Com imagens exclusivas do arquivo da família, e dirigido por Henrique Daniel, ‘Gabriel Medina’ já faturou até prêmio.

Foi eleito como filme do ano no ‘Portuguese Surf Film Festival’,  premiação que reúne o melhor do cinema internacional de surfe.

“Gabriel Medina” está disponível faz tempo no Globoplay.

E poderá ser visto também no Canal OFF a partir do dia 19 de setembro.

Filipe Toledo no Tahiti – foto: divulgação

Filipe Toledo desfilou aéreos nas centenas de vídeos postados durante a pandemia.

E o material colhido ao redor do planeta pela equipe do número 4 do mundo, virou um curta metragem.

‘Never meant for stilness’ é uma viagem fotográfica das trips de Filipinho nos últimos anos.

E está dispovível a partir desta sexta no canal oficial do surfista no Youtube.

A direção é de Bruno Baroni e Victor Rodrigues, com um olhar mais artístico, voltado à essência do surfe.

Tahiti, Indonésia e o Havaí estão no roteiro.

Ação nas ondas e interação com as tradições das culturas locais.

“Com tudo que está acontecendo a gente teve bastante tempo para pensar e organizar algumas das melhores imagens que temos”, resume Filipe.

Filipe Toledo – foto: divulgação

Baroni destaca que o objetivo também é passar uma mensagem positiva, de esperança e autoconhecimento do momento atual.

“Agora que o futuro é muito incerto e motivar as pessoas a viver cada momento com presença e intensidade”.

“Uma vida de viagens supera nosso impulso de permanecer no mesmo lugar e, por desejo ou necessidade, nos move e nunca nos mantem parados”, reforça Victor.

Duas excelentes opções para sentar no sofá, curtir, se divertir e vibrar com dois dos melhores surfistas de todos os tempos.

Se estivesse por aqui, certeza que o velho Pedro Blum aprovaria.

por @thiago_blum

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: