Eram 3, vão ser 4
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Eram 3, vão ser 4

WSL anuncia mais uma etapa do WT na Austrália

Thiago Blum

06 de fevereiro de 2021 | 00h05

Merewether Beach, Newcastle / Austrália – foto: WSL

O circuito mundial segue parado.

Mas a World Surf League continua mexendo no calendário da temporada 2021.

Após de paralisação e cancelamentos depois da estreia do tour no Havaí, a entidade anunciou uma novidade.

A Austrália vai ganhar mais um evento do WT.

O país onde o avanço da Covid-19 está controlado, tem sempre 3 etapas titulares na principal divisão: Gold Coast, Bells Beach e Margaret River.

E agora – como medida especial – Merewether Beach, em Newcastle fará da elite.

foto: WSL

A ideia da World Surf League é rechear o campeonato sem precisar fazer com que atletas, juízes e membros da liga tenham que fazer longos deslocamentos.

Mesma tentativa realizada na virada do ano.

A estreia rolou legal em Pipeline, mas em seguida houve o cancelamento do evento em Sunset Beach.

Para a nova jornada ser seguida à risco em relação aos protocolos de saúde, A WSL está aderindo estritamente ao processo governamental para entrar na Austrália.

E trabalhado em estreita colaboração com o governo de New South Wales.

Os surfistas internacionais deverão embarcar em um voo de Los Angeles para Sydney.

Após a chegada, todos os atletas e a equipe de apoio passarão pela quarentena obrigatória de 14 dias no hotel.

Só aí devem receber uma autorização médica das autoridades de saúde pública antes de entrar na comunidade em geral e se preparar para as competições.

Ryan Callinan (AUS) – foto: WSL

No site oficial não aparecem datas específicas para os torneios.

Os 4 campeonatos estão marcados para rolar entre 1º de abril a 31 de maio.

Mas o ‘Newcastle Pro’ será o primeiro.

Nomes de peso do surfe australiano surgiram nos picos do beach break e o recife à direita de Merewether, como o 4x campeão mundial Mark Richards, Luke Egan, Matt Hoy e Ryan Callinan.

Alguns dos principais nomes do tour que já subiram no alto do pódio no local são os multi-campeões Kelly Slater e Stephanie Gilmore, além de Sally Fitzgibbons e Julian Wilson.

Em 2019, Alex Ribeiro venceu Jadson André na decisão e foi campeão em Newcastle – foto: WSL

O pico, que faz parte da programação da WSL há mais de 30 anos (os últimos pelo WQS), também combina bem demais com os brasileiros.

O carioca Guilherme Herdy foi o primeiro a vencer por lá, em 1996.

Em seguida, mais 6 títulos.

Neco Padaratz (2006), Adriano de Souza (2008), Willian Cardoso (2012), Alejo Muniz (2015), Yago Dora (2017) e Alex Ribeiro (2019).

A vitória de Alex no QS 6 mil diante do parceiro Jadson André inclusive, foi fundamental para o retorno do paulista à elite.

por @thiago_blum

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.