Força, foco e festa
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Força, foco e festa

Gabriel Medina conquista etapa da piscina e assume a liderança do ranking

Thiago Blum

22 de setembro de 2019 | 01h25

Medina voando para mais um título no circuito mundial – foto: WSL

Ele chegou como favorito.

Se divertiu.

Deu show.

Fez o que ninguém é capaz de fazer.

E foi embora da etapa dos Estados Unidos com o bicampeonato no Surf Ranch de Lemoore, na Califórnia.

Cavando de olho na próxima manobra – foto: WSL

Foi uma campanha perfeita de Gabriel Medina na 8ª parada do calendário da WSL.

Liderou toda a fase de classificação.

Desfilou técnica, tática e concentração.

E mais uma vez provou ter uma capacidade mental inabalável.

Na bateria final com 8 atletas, somou impressionantes 18,86.

Viu a concorrência tentar… mas não se aproximar.

Com o 2º título no ano, Medina ganhou 3 posições e assumiu pela 1ª vez a liderança da temporada.

Filipe Toledo ficou de novo em 2º lugar na etapa da piscina – foto: WSL

Como aconteceu no ano passado, Filipe Toledo mostrou um surfe progressivo e de excelente nível.

Só ficou – de novo – atrás do compatriota na famosa piscina do Kelly Slater.

Com mais um vice no ‘parque de diversões’ dos profissionais, Filipinho caiu para 2º na classificação geral – 295 pontos atrás de Gabriel Medina.

Yago Dora também chegou até a bateria final.

Terminou com a 6ª melhor performance, subiu 5 posições e agora é o 22º do ranking.

Willian Cardoso e Ítalo Ferreira fecharam a etapa respectivamente em 9º e 10º.

Panda se manteve em 19º, Ítalo subiu para 5º na temporada.

Lakey Peterson, campeã no feminino – foto: WSL

No feminino a festa ficou em casa.

A americana Lakey Peterson conseguiu um 9,33 na última onda e superou a francesa Johanne Defay.

Com a conquista, ela assumiu a vice-liderança do ranking, atrás da havaiana Carissa Moore, 3ª colocada nas perfeitas ondas do rancho californiano.

As brasileiras ficaram fora das finais.

Tatiana Weston-Webb ficou em 8º lugar e Silvana Lima apenas com a 14ª posição.

Em outubro, o tour segue para a Europa e volta para o oceano, com etapas na França e Portugal.

É a reta final da World Surf League pegando fogo!!!

por @thiago_blum

Tendências: