Janela aberta
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Janela aberta

Vem aí a 3ª edição do Paúba Super Tubos

Thiago Blum

09 de outubro de 2020 | 20h21

Gabriel Medina – foto: reprodução

Gabriel Medina colocou Maresias definitivamente no mapa do surfe mundial.

Mas ele nunca escondeu seu pico preferido, a vizinha Paúba.

Poucos quilômetros dividem as duas praias.

E quem vive do esporte das ondas no litoral norte de São Paulo, sabe que quando o swell chega no jeito na menor delas, só um bom rápido drop seguido de um tubo profundo salva de um wipe-out daqueles.

É lá que o bicampeão mundial moldou o estilo para dominar Teahupoo ou Pipeline.

E é lá que vários dos craques das pranchas vão se reunir novamente.

A terceira edição do ‘Paúba Super Tubos’ está com a janela aberta.

E vai acontecer entre 10 de outro e 10 de novembro.

O dia do evento deverá ser anunciado apenas com quatro dias de antecedência.

Quando a melhor ondulação encaixar.

Serão 48 competidores.

Medina, claro… está na lista.

Com ele, na bateria de estreia, outro bicampeão mundial, Phil Rajzman.

“Participei do campeonato no ano passado e foi bem legal, passei duas baterias. Paúba é uma das praias com as melhores ondas de tubo do Brasil. A grande questão é que estarei competindo de longboard e gosto deste desafio, porque as pessoas pensam que estou em desvantagem. Mas quando você supera e mostra que é possível, fica tudo bem legal. É importante lembrar que o surfe começou com longboard, até a década de 1970 nem existia a pranchinha”.

Phil Rajzman – foto: Ana Catarina Photo

São duas categorias.

Open – pranchinha, Longboard ou Stand Up – e Bodyboard.

“O objetivo é trazer os atletas não só para treinar nas ondas de Paúba, mas também possibilitar o surfe em uma competição de alto nível e de maneira organizada. E ter o mar de Paúba só para seis surfistas é uma raridade”, explica João Pedro Costa, surfista profissional, idealizador e organizador do evento.

Nas edições anteriores, os campeões foram:

2018 – João Pedro na categoria Open e Gustavo Martins na Bodyboard.

2019 – Gabriel Medina na categoria Open e Valdomiro Mirinho na Bodyboard.

Phil Rajzman – foto: Ana Catarina Photo

É esperar para as bombas entrarem.

E correr até a beira pra curtir o espetáculo bem de pertinho.

por @thiago_blum

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.