Medina e Ítalo na rota do título
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Medina e Ítalo na rota do título

1ª etapa australiana do mundial deve terminar hoje

Thiago Blum

06 de abril de 2019 | 12h50

Gabriel Medina está nas quartas de final do Quiksilver Pro – foto: WSL

Passou voando. Literalmente.

Os organizadores do Quiksilver Pro, evento que abre a divisão de elite da WSL, não de tempo para os atletas respirarem.

Desde a largada da janela de espera, nada de lay-day. E o campeão deve ser definido na manhã de domingo na Gold Coast, noite de sábado aqui no Brasil.

Quem apostou no air-game, tanto para a direita quanto para a esquerda, se deu bem.

No duelo dos aéreos brasileiros, Gabriel Medina não conseguiu repetir as notas altíssimas do round 3, mas eliminou Yago Dora e garantiu presença nas quartas de final.

Ítalo Ferreira voou para as quartas de final – foto: WSL

Ítalo Ferreita também fez confronto verde-amarelo nas oitavas.

E como de costume, decolou alto para bater Willian Cardoso em placar apertado.

O Panda se despediu de Duranbah com a 9ª colocação.

No duelo mais esperado do dia, o havaiano John John Florence tirou Filipe Toledo da briga pelo troféu.

No duelo de craques, John John Florence venceu Filipe Toledo – foto: WSL

A bateria foi muito equilibrada, mas o brasileiro e seu pai e técnico Ricardo Toledo, se queixaram dos julgamento.

Tudo por causa de uma onda que recebeu 7,77 dos juízes.

Foi a melhor nota da disputa, a melhor inclusive de toda a fase oitavas de final.

Mas eles acharam que a rasgada no outside, seguida do aéreo com rotação completa na junção, valiam mais.

Com a eliminação bem antes do esperado, o camisa 77 terminou em 9º lugar.

As quartas de final terão 2 brasileiros, 2 americanos, 2 havaianos, um sul-africano e apenas um local australiano.

Confira a programação:

John John Florence (HAW) x Conner Coffin (EUA)

Seth Moniz (HAW) x Kolohe Andino (EUA)

Gabriel Medina x Jordy Smith (AFS)

Ítalo Ferreira x Wade Carmichael (AUS)

Tatiana Weston-Webb terminou em 5º na Gold Coast – foto: WSL

No feminino, Tatiana Weston-Webb vinha como uma das melhores do evento, mas parou nas quartas de final diante da havaiana Malia Manuel.

A única brasileira no Boost Mobile Pro ficou com o 5º lugar.

O destaque do sábado foi a americana Caroline Marks, que eliminou a atual campeã mundial Stephanie Gilmore com duas ondas acima dos 8 pontos.

Semifinais femininas:

Caroline Marks (EUA) x Malia Manuel (HAW)

Sally Fitzgibbons (AUS) x Carissa Moore (HAW)

por @thiago_blum

 

Tendências: